Apucarana

Prefeito pede escola-café do Senac, às margens do Jaboti

Proposta foi apresentada pelo prefeito Junior da Femac em reunião com o coordenador regional.

Da Redação ·

Na quarta-feira (21) o coordenador regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Rodrigo Rosalem, com o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, propôs a criação de uma “escola-café” às margens do Lago Jaboti. Segundo ele, o Senac já instalou uma nestes moldes no Jardim Botânico, em Curitiba.

continua após publicidade

“Vamos buscar o apoio do vice-governador do Paraná Darci Piana, que também é presidente da Fecomércio-PR, que congrega o Sistema S com o Senac, Sesc e Sesi”, anunciou o prefeito Junior da Femac. Ele acrescentou que espera contar com o apoio da presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Apucarana (Sivana), Aída Assunção, e de demais empresários do setor.

Conforme argumenta Junior, a escola-café pode contribuir na formação e capacitação de trabalhadores para este segmento e, ao mesmo tempo, se tornar mais um atrativo no Parque Jaboti. O coordenador regional do Senac, Rodrigo Rosalem, avalia que o projeto é viável a médio prazo.

continua após publicidade

O evento realizado no Senac de Apucarana também teve as presenças de Sidnei Oliveira e Paulo Pennacchi, além de empresários do comércio local. Rosalem informou que o Senac já se prepara para o pós-pandemia, visando repor as aulas perdidas e ofertar novos cursos para a clientela apucaranense. “Acompanhamos o histórico de boas parcerias com a Prefeitura de Apucarana que, na gestão do prefeito Junior da Femac, vem comprando pacotes dos nossos cursos, visando atender a demanda dos comerciantes locais”, comentou Rodrigo Rosalem.

Tags relacionadas: #Apucarana #Escola #senac