Apucarana

Prefeito autoriza início das obras da estação elevatória

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Prefeito autoriza início das obras da estação elevatória
fonte: Edson Denobi
Prefeito autoriza início das obras da estação elevatória

O prefeito Junior da Femac assinou nesta quinta-feira (18/03) a ordem de serviço para a implantação da estação elevatória de esgoto no Conjunto Habitacional Fariz Gebrim. A obra será executada em parceria entre o Município e a Sanepar, somando investimentos de R$ 1,4 milhão.

continua após publicidade

De acordo com o prefeito Junior da Femac, o Município bancará quase metade da obra. “O dinheiro já está reservado. São R$ 671 mil de recursos do próprio Município, enquanto a Sanepar bancará os outros R$ 741 mil. Estamos fazendo esse grande esforço para poder entregar as 520 casas do Fariz Gebrim. Está tudo pronto e a liberação das casas depende apenas desta estação elevatória”, frisa Junior da Femac.

O ato, realizado no gabinete municipal, contou com a presença de representantes das empresas vencedoras do processo licitatório. A parte da construção civil será executada pela Pires Construções e Empreendimentos Ltda, de Apucarana, enquanto implantação da linha de recalque e os serviços de eletromecânica estará a cargo da Engevidal Planejamento e Execução de Obras, de Londrina. Todos os serviços previstos devem ser finalizados no prazo máximo de oito meses.

continua após publicidade

O prefeito destaca que, além do conjunto habitacional, a estação elevatória também atenderá os residenciais Madri, Barcelona, Monte Sião, além do Parque Industrial da Juruba. “Essa região é um dos vetores de crescimento de Apucarana. Além das empresas já instaladas nesta região, estruturamos o Parque Industrial da Juruba e já elaboramos o projeto de engenharia da duplicação entre o viaduto, na saída de Curitiba, até as imediações do estádio Olímpio Barreto. São ações que vão transformar essa região nas próximas décadas”, pontua Junior da Femac.

De acordo com dados da Sanepar, a vazão de operação da estação será de 103 mil litros de esgoto por hora, o volume do reservatório de acúmulo será de 335 metros cúbicos e a extensão da linha de recalque será de 1.992 metros. A tubulação da linha de recalque abrangerá desde a elevatória até o ponto de transição, onde o esgoto passará por gravidade até a Estação de Tratamento de Esgoto Biguaçu.