Apucarana

“Praça Mauá” de Apucarana ganha ponto gastronômico

A histórica Praça Mauá, que integra o complexo da Estação Ferroviária de Apucarana, agora conta com um empreendimento solidário na área da gastronomia

Da Redação ·

A histórica Praça Mauá, que integra o complexo da Estação Ferroviária de Apucarana, agora conta com um empreendimento solidário na área da gastronomia. Fomentado dentro do Programa de Economia Solidária e Protagonismo Feminino da Secretaria Municipal da Mulher e Assuntos da Família, o “Kioske R5” iniciou as atividades nesta segunda-feira (10/01) e já tem atraído muitos clientes, em especial trabalhadores das empresas da região.

continua após publicidade

Em visita ao “trailer”, o prefeito Júnior da Femac destacou que o quiosque é um empreendimento familiar, gerenciado por esposa e marido após receberem capacitação dentro do programa municipal. “Os produtos comercializados são fornecidos por outros empreendimentos da própria rede solidária. Tudo de qualidade, produzido dentro das normas da saúde e da vigilância sanitária”, enaltece o prefeito Júnior da Femac, parabenizando a iniciativa do casal Roberta Aparecida de Almeida Ribeiro e Rodrigo Marques Ribeiro.

A proposta, segundo explica a secretária da Mulher, Denise Canesin, inicia com um cardápio tradicional de salgados, pão de queijo, café com leite, suco e lanches rápidos para atender principalmente aos trabalhadores das empresas do entorno da praça, que foi totalmente revitalizada pela administração municipal. “Contudo, ainda sob assessoria municipal, o casal já está em negociação com outros empreendimentos da rede para que possam variar ainda mais o cardápio, comercializando, por exemplo, o mel da “Casa do Mel”, e o café genuinamente apucaranense”, revela a secretária, frisando que desde o ano passado as atividades do segmento de gastronomia do programa são compartilhadas com a Secretaria da Assistência Social, chefiada pela secretária Ana Paula Nazarko.

continua após publicidade

Além do quiosque, a ideia do prefeito Júnior da Femac é possibilitar a instalação de outros empreendimentos solidários na Praça Mauá. “Após a revitalização do espaço chegamos a realizar o evento “Tem feirinha na Mauá”, mas devido à pandemia o projeto precisou ser paralisado. A partir de um panorama sanitário favorável, a tendência é de que o projeto será reativado, levando mais movimento a este histórico espaço público, gerando renda aos empreendedores, opção de comércio e lazer para os trabalhadores da região e população em geral”, comenta Bete Berton, superintendente da Secretaria da Mulher.

Em atividade há mais de sete anos, o Programa de Economia Solidária e Protagonismo Feminino de Apucarana já capacitou 950 pessoas, sendo 5% deste público formado por homens, em geral maridos e filhos que auxiliam as mulheres no empreendimento. “Com a inauguração do Kioske R5, hoje o programa conta com 12 espaços públicos de comercialização em diversos segmentos, com destaque às atividades de gastronomia, artesanato, beleza e estética, plantas medicinais e confecção. Também temos as hortas solidárias em funcionamento em diversos bairros com produção de hortaliças orgânicas e convencionais, e empreendimentos solidários no setor de prestação de serviços”, informa Denise Canesin, secretária da Mulher de Apucarana.

De acordo com ela, o programa conta ainda com longa parceria das secretarias da Assistência Social e da Agricultura e, mais recentemente, com a da Secretaria da Indústria, Comércio e Emprego, que possibilita à empreendedora solidária acesso a uma variedade de linhas de crédito através de convênio com o Fomento Paraná e o Banco da Mulher Empreendedora, iniciativas do Governo Estadual. “Empréstimos, com juros menores que os oferecidos pela rede bancária tradicional, que as mulheres empreendedoras podem solicitar junto a guichê de atendimento no térreo do prédio central da prefeitura”, comunica Denise Canesin, secretária Municipal da Mulher e Assuntos da Família, destacando ainda o apoio recebido do prefeito Júnior da Femac. “Todas as demandas da nossa secretaria sempre são atendidas pelo prefeito. Um gestor que valoriza e incentiva o empreendedorismo, a geração de trabalho e renda com vistas à autonomia financeira da mulher”, revela a secretária.

Serviço – Mais informações sobre o programa e como ter acesso à capacitação podem ser obtidas no Espaço Mulher, que fica na Rua Oswaldo Cruz, 432. O telefone de contato é o 3122-0457.