Apucarana

Polícia apreende quase mil camisetas piratas em Apucarana

Dois homens foram abordados pela Polícia, no Vale Verde. Além do porte ilegal de arma de fogo, a dupla estava com um lote de 959 camisetas piratas de marcas famosas

Da Redação ·
O lote de camisetas piratas e a pistola foram apreendidas pela PM e encaminhadas à 17a. SDP
fonte: PMPR divulgação
O lote de camisetas piratas e a pistola foram apreendidas pela PM e encaminhadas à 17a. SDP

Uma abordagem para averiguação de veículo suspeito acabou na apreensão de um lote com quase mil camisetas piratas, reproduzindo marcas famosas. A apreensão se deu no final da tarde desta quinta-feira (05), no Vale Verde, em Apucarana.

continua após publicidade

A viatura da Polícia Militar fazia uma ronda de rotina pelo bairro, quando visualizou um Ford Fiesta preto, com placas de Castro/PR. Os ocupantes saíram com o carro assim que viram a polícia, despertando suspeitas e motivando a abordagem policial, logo à frente, ainda na Avenida Mato Grosso. Havia dois homens no interior do veículo.

Segundo a PM, o motorista obedeceu a ordem de abordagem e o passageiro, ao sair do veículo, informou aos policiais que ele estaria armado. Ele portava uma pistola Taurus, calibre 9mm, que estava municiada e carregada. O homem, de 36 anos, disse que era um CAC – sigla para colecionadores, atiradores e caçadores, morador e filiado a clube de tiro de Londrina. Foi apresentada a documentação de registro e de transporte da arma. Apesar da documentação, foi caracterizado porte ilegal da arma, bem como de seus acessórios e munição.

continua após publicidade

Na revista no veículo, os policiais militares encontraram uma grande quantidade de camisetas, de uma série de marcas famosas do mercado nacional e internacional. Ao todo, foram 959 peças, prontas para comercialização. O motorista do Fiesta, um homem de 26 anos, relatou aos policiais que o lote era de sua propriedade e informou que fazia cópias das camisetas para vender, o que caracteriza pirataria.

A equipe da PM fez contato com o delegado da 17ª.SubDivisão Policial, que orientou que fossem encaminhados os envolvidos, bem como a mercadoria, a arma e o veículo para a Polícia Civil, para as providências cabíveis.