Apucarana

PM de Apucarana encontra peças furtadas em oficina

A Polícia Militar (PM) de Apucarana encontrou peças furtadas em uma oficina localizada na Avenida Central do Paraná, em Apucarana

Da Redação ·

A Polícia Militar (PM) de Apucarana encontrou peças furtadas em uma oficina localizada na Avenida Central do Paraná, em Apucarana, na manhã desta terça-feira (8). A equipe recebeu denúncias de que os quatro homens que foram presos nesta madrugada escondiam peças no local. 

continua após publicidade

Durante buscas pela oficina, os policiais encontraram uma moto de trilha que estava com o motor com queixa de furto ou roubo. Um outro motor foi encontrado no local, também produto de crime.

Ainda na oficina, os policiais localizaram uma parafusadeira pneumática e dois aparelhos de punção alfanumérico, geralmente utilizados para remarcar número de chassi e motor.

continua após publicidade

No começo da madrugada desta terça-feira (8), quatro homens foram presos em flagrante retirando peças de motos. Os suspeitos, de acordo com a polícia, trabalhavam na oficina. Com o grupo, foram encontrados um carro e três motocicletas, uma delas com alerta de furto . 

A equipe recebeu denúncias de uma movimentação suspeita na região da Avenida Ayrton Senna, zona rural da cidade. Uma equipe foi até o local e viu um GM Kadett Ipanema e uma motocicleta Honda /CB 500 estacionados e abordou um homem que estava próximo aos veículos. Ele disse que estava no endereço porque seu veículo apresentou problemas mecânicos e precisava de ajuda. 

Durante a abordagem, um outro homem apareceu e disse que a moto era dele, que estava ajudando o motorista do carro. Desconfiada, a PM realizou buscas pelo local e encontrou em meio ao matagal outros dois homens que estavam desmontando duas motos, uma Honda/NX 4Falcon e uma Honda /ML. 

continua após publicidade

A PM informou que a moto Falcon foi furtada no último dia 7. Os quatro homens foram presos e devem responder por receptação. "Repassamos todas as informações para a Polícia Civil, que deve continuar investigando os suspeitos", finaliza o tenente Thiago Mendes.