PM de Apucarana atende dois casos de perturbação do sossego - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

DOIS DETIDOS

PM de Apucarana atende dois casos de perturbação do sossego

Foto por
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A Polícia Militar (PM) de Apucarana registrou duas ocorrências de perturbação do sossego no município. Os casos acontecem no Núcleo João Paulo e Na Vila Reis. Duas pessoas devem responder pelo crime. 

O primeiro caso foi no João Paulo, a PM recebeu denúncias de que o som de uma casa na Rua Rio Pirapó, estava muito alto, incomodando os moradores da região. 

Uma equipe foi até o endereço e constatou que realmente o som estava excessivo. Conforme a PM, os policiais tentaram contato com o proprietário da casa por diversas vezes, chamando no portão, batendo palmas, com sinais soros da viatura, porém, como o som estava muito alto, o morador não conseguia ouvir. 

Conforme a PM, foi preciso arrombar o portão da casa e só assim o homem de 31 anos percebeu a situação. O aparelho de som foi apreendido e ele levado até o cartório para a confecção do termo circunstanciado.

Já o outro caso aconteceu por volta das 23h36 na Vila Reis. A vítima, uma mulher de 42 anos disse que o irmão estava em frente da casa dela, com alguns amigos, realizando ameças e gritando: "vou atear fogo na sua casa, vou matar um de vocês dormindo".

Segundo a mulher, o irmão de 33 anos é usuário de drogas e fica constantemente perturbando o sossego da família. Ele também foi detido e levado até o cartório da PM. 


Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "PM de Apucarana atende dois casos de perturbação do sossego"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.