Apucarana

"Piores dias da minha vida", diz corretor curado da covid

Após vencer a doença, o apucaranense Elias Bassil comemora recuperação

Da Redação ·
Elias e a esposa Karine Ferrari Scaramal, e os filhos João Pedro e Joaquim
fonte: Reprodução/Facebook
Elias e a esposa Karine Ferrari Scaramal, e os filhos João Pedro e Joaquim

"Foram os piores dias da minha vida", descreve o corretor de imóveis Elias Marcel Bassil, de 44 anos, sobre os dias em que lutou contra a Covid-19. Curado, o apucaranense diz que foi diagnosticado com a doença no dia 11 de maio, mas foi na semana seguinte que os sintomas começaram a piorar.

continua após publicidade

Ele e a família optaram por fazer o tratamento em casa e contaram com a ajuda de profissionais. "Os dias 17, 18 e 19 foram os piores da minha vida. Um médico queria que eu fosse para o hospital, mas o outro, que também estava me acompanhando, não deixou e acabei ficando em casa com soro, oxigênio até mesmo durante o banho, contando com a ajuda de enfermeiras e médicos. Tomei uma medicação pesada, além de contar com a ajuda do tratamento com ozônio, que ficou à minha disposição por 10 dias", ressalta.

Ainda em recuperação e curado da Covid-19, Elias diz que a fé e a oração foram essenciais para vencer a doença, além do apoio da esposa Karine, e dos filhos João Pedro e Joaquim. "Sou muito católico, e sei que a fé e a oração foram essenciais para minha cura. Gratidão por fazer parte dessa vida e poder dizer que Deus me curou desse coronavírus, mas perdi familiares, amigos, várias pessoas do meu convívio. Temos que aproveitar cada milésimos de segundos, nós não sabemos quando seremos chamados. Agradecer é um ato mais nobre para Deus", acrescenta. 

Tags relacionadas: #Apucarana #COVID-19 #Cura