Apucarana

Pesquisa: gasolina comum fica mais barata em Apucarana

O preço médio da gasolina comum comercializada em Apucarana atingiu o menor valor em nove semanas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Pesquisa: gasolina comum fica mais barata em Apucarana
fonte: Sérgio Rodrigo - TNOnline

O preço médio da gasolina comum comercializada em Apucarana atingiu o menor valor em nove semanas. Levantamento da Tribuna junto ao aplicativo Menor Preço, mostra que o combustível ficou 6,4% mais barato, o equivalente a uma queda de R$ 0,45. Em 15 de dezembro do ano passado o valor médio do combustível era R$ 7,03, sendo que na época era possível encontrar o produto entre R$ 6,94 e R$ 7,13. Na terça-feira (15), o Menor Preço apontou cotação mínima de R$ 6,48 e máxima de R$ 6,69, preço médio a R$ 6,58.

continua após publicidade

Gerente de um posto de combustíveis, Vilson Kozan, atribui o recuo nos preços a queda nas vendas de combustíveis nos últimos meses. “Houve uma redução de preço por parte das distribuidoras, devido as vendas que estavam fracas. Com os preços altos os consumidores estavam comprando menos, abastecendo R$ 10, R$ 20. Agora com essa redução, os consumidores voltaram a encher o tanque, já que é um mercado imprevisível e os preços podem subir novamente”, comenta. 

Kozan também atribui a queda dos preços da gasolina ao início da safra da cana-de-açúcar, que também deixou o etanol mais barato. Segundo ele, um produto puxa o outro, já que na composição da gasolina também é adicionada uma porcentagem de etanol. E além disso, quando o há grande diferença de custo entre os dois combustíveis, os consumidores tendem a dar preferência ao etanol. “Se a gasolina não acompanhar, não tem venda. E devido ao início da safra, o etanol ficou R$ 1 mais barato no nosso posto”, observa. 

continua após publicidade

Para o economista Rogério Ribeiro, professor da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) houve uma pressão de mercado para forçar a redução já que os preços não estavam atrativos para os consumidores. “O fato de Apucarana ter figurado por meses como tendo o maior preço médio dos combustíveis do Estado forçou os revendedores a reduzir suas margens na ponta de consumo. Esperamos que a concorrência se mantenha evidente, assim os consumidores poderão ter um certo benefício de queda nos preços dos combustíveis. Lembrando que mesmo com estas quedas de preços ainda temos preços acima da média estadual. Portanto, ainda tem espaço para reduções”, comenta.  

Ribeiro analisou preços da gasolina comum e confirmou que houve aumento por parte das refinarias. E segundo ele, há evidências de que o combustível está mais caro em outros municípios do Estado. 

Texto, Cindy Santos