Apucarana

Paulista e mineiro vencem o 6º Femudap

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Paulista e mineiro vencem o 6º Femudap
Paulista e mineiro vencem o 6º Femudap

Com a canção “Vou esperar”, Gabriel de Oliveira Barbosa, de Presidente Prudente (SP), foi o grande vencedor da categoria Música Religiosa Inédita (MRI) do 6º Festival de Música Mensagem de Apucarana (Femudap). Já na categoria Música Popular Inédita (MPI), o vencedor foi o artista mineiro de Belo Horizonte, Taquinho de Minas, com a música “O sonhador”. Uma promoção da Secretaria da Promoção Artística, Cultural e Turística da Prefeitura de Apucarana (Promatur), com o apoio do Setor da Juventude da Diocese de Apucarana, a sexta edição do Femudap reuniu 35 músicas com apresentações nesta sexta, sábado e domingo (26 a 28/03) no palco da Casa da Cultura de Apucarana (Cine Teatro Fênix).

continua após publicidade

Em virtude da pandemia, não foi permitido acesso de público e todas as apresentações foram transmitidas ao vivo pela internet através dos canais oficiais da Prefeitura de Apucarana nas redes sociais Facebook e YouTube. Os participantes, seguindo orientações da organização do evento, também cumpriram todas as regras de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19). “Foi um Femudap diferente no que tange sua dinâmica, mas que manteve o brilho das outras cinco edições, que puderam contar com público presencial. Quem acompanhou as “lives”, vibrou e se emocionou com as apresentações, que aqueceram o final de semana com cultura de qualidade”, destacou o prefeito Júnior da Femac.

Inicialmente agendada para acontecer no mês de dezembro do ano passado, o 6º Femudap foi adiado atendendo pedido dos muitos músicos e compositores em função da alta da curva da pandemia naquele momento. No geral, o festival contou com 180 inscrições. “Artistas de 10 estados brasileiros e dois países: Moçambique e Venezuela, inscreveram canções na sexta edição. Muitos talentos, inclusive selecionados nas prévias e que iriam estar em Apucarana, devido a pandemia não conseguiram patrocínio e cancelaram suas apresentações”, lamentou Mário Felipe Rodrigues, coordenador-geral do Femudap.

continua após publicidade

Mesmo com as adversidades impostas pelo “novo normal”, Mário Felipe avalia que o evento foi coroado de êxito. “Rendo meus agradecimentos ao apoio do prefeito Júnior da Femac e da secretária da Promatur, professora Maria Agar. A todos que fizeram parte da equipe de avaliação e classificação (prévias) e também do corpo de jurados. A todos os inscritos e participantes do festival, servidores da Promatur, das secretárias de Esporte e Comunicação, Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), voluntários e apoiadores, meu reconhecimento, gratidão e respeito pela valorosa colaboração, sem a qual não seria possível promover o Femudap”, disse o coordenador do evento.

Vencedor da categoria Música Popular Inédita (MPI), Taquinho de Minas não segurou a emoção ao receber a premiação das mãos da secretária Municipal da Promatur, Maria Agar Borba, e do coordenador-geral do Femudap, Mário Felipe Rodrigues. “A vitória é minha, mas Glória é do Senhor. Porque é Deus quem me dá forças, é quem me deu o dom, a inspiração, e que me faz, a cada dia, acreditar no meu trabalho, fortalecendo-me e abrindo as portas de forma com que eu galgue os degraus. E Apucarana acaba de entrar na minha história, cujo troféu fará parte da minha pequena, singela, mas relevante galeria”, disse o músico que participou pela primeira vez do festival.

Na categoria Música Popular, o segundo lugar foi conquistado pela música “Canção e Verso”, do intérprete Anderson P. Domingues, de Lebon Régis (SC); em terceiro “Cidade Grande”, da Banda A Trinka, de Apucarana; em quarto lugar “Em meio aos braços”, de Luiza Campos, da cidade de Santa Fé (PR); em quinto ficou “Quem são os tais”, da banda Equilíbrio Sonoro, de Apucarana. Ainda nesta modalidade, foram premiados a Banda Equilíbrio Sonoro como melhores interpretes, a Banda A Trinka como melhor conjunto, “Canção e Verso” como melhor letra, e Luiza Campos como Destaque.

continua após publicidade

Na categoria Música Religiosa, o segundo lugar ficou com a música “Dono do meu ser”, de Luiz Marcelo Castanho, de Apucarana; em terceiro “Teoria e Prática”, de Robison Canuto, de Apucarana; em quarto lugar “O verdadeiro amor”, de Taquinho de Minas, de Belo Horizonte (MG); e em quinto lugar “Lágrimas”, de Luiz Marcelo Castanho, de Apucarana. Nesta modalidade, o melhor intérprete foi Gabriel Oliveira Barbosa, melhor conjunto Robison Canuto e Banda da Cidade, de Apucarana, melhor letra “Lágrimas”, e André Sodré Santana, de Londrina, como Destaque. Além de troféu personalizado de participação no 6º Femudap, houve premiação em dinheiro aos cinco melhores de cada modalidade.

O evento contou ainda com apoio das empresas Unissom Discos, Pão Caseirinho, Supermercados Condor de Apucarana, Kikoxinha Alimentos, Suco Sunap e Biza Buffet. “A transmissão pela web, através das redes sociais da prefeitura, foi possível com suporte da Conexão Vídeo e das empresas Onix e Invicta Som, essas duas últimas beneficiadas pela Lei de Auxílio Cultural Aldir Blanc, e que prestaram o serviço sem custo ao município”, concluiu Mário Felipe Rodrigues, coordenador-geral do 6º Femudap.