Apucarana

'Pantera Negra' reencontra homem que o salvou de acidente

O atleta apucaranense medalhista paraolímpico encontrou o homem que salvou sua vida no dia que perdeu a perna.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia 'Pantera Negra' reencontra homem que o salvou de acidente
'Pantera Negra' reencontra homem que o salvou de acidente

Anjo da Guarda: é assim que o atleta Giovane Vieira, o Pantera Negra, apucaranense medalhista paraolímpico, define o aposentado Ari José de Lima, morador de Mauá da Serra. Foi ele quem, há 12 anos atrás, encontrou Giovane caído na linha do trem, com uma das pernas decepadas e desmaiado, entre a vida e a morte. Recentemente, uma reportagem produzida pela RPC Londrina, descobriu o paradeiro do “anjo” de Giovane com ajuda de uma rádio local e proporcionou um reencontro emocionante entre eles.

continua após publicidade

Ouvido pelo TNOnline, o aposentado contou sobre o dia do acidente, e que acreditava que Giovane estava morto.

“Quando eu vi o menino ali na linha ele estava desmaiado e como estava chovendo, ele estava gelado também. Eu liguei para a polícia dizendo que tinha encontrado em piá morto. Enquanto eu esperava pela viatura ele acordou e começou a pedir água. Os policiais levaram ele para atendimento médico e eu nunca mais o vi. Semanas depois, um maquinista me disse que o menino não tinha resistido”, relembrou.

continua após publicidade

“Tenho certeza que foi Deus quem me colocou ali naquela hora. Quando o rapaz da rádio me chamou para dizer que estavam me procurando para encontrar o rapaz que estava vivo, eu senti muita felicidade. Encontrar o Giovane foi uma coisa incrível, muito emocionante, ver que ele é alguém tão importante hoje, isso é coisa de Deus. Agora vamos manter contato e já combinamos que logo ele e a família vão vir para Mauá, almoçar na minha casa", comemorou.

Para o atleta medalhista paraolímpico Giovane Vieira, reencontrar Ari, foi a realização de um sonho.

“Fiquei muito feliz quando eu encontrei o Ari, porque ele é uma pessoa que eu já procurava faz tempo, era um sonho meu encontrar a pessoa que me salvou quando eu tinha penas 11 anos de idade e que me deu uma vida. Eu fico muito feliz, muito grato, e agora a gente vai manter contato, ele já até me convidou para ir almoçar na casa dele. A felicidade é imensa, sou agradecido a Deus por me dar a oportunidade de reencontrar a pessoa que me salvou naquele momento e agora a amizade fica cada vez mais forte”, afirmou o atleta.

continua após publicidade

Medalhista

O paratleta Giovane Vieira de Paula, de 23 anos, de Apucarana, conquistou medalha de prata na paracanoagem na prova de 200m, categoria VL3, nos Jogos Paralímpicos de Tóquio (Japão) 2021. Ele também garantiu a quarta colocação da final do Campeonato Mundial de Paracanoagem, em Copenhague, na Dinamarca. 

Homenagens

O paratleta Giovane Vieira de Paula, 23, foi recebido com muita festa, emoção e comemoração no dia 25 de setembro, em Apucarana. Ele desfilou no caminhão do Corpo de Bombeiros pela Avenida Curitiba com a medalha no peito e foi saudado e ovacionado pelas pessoas que passavam pela região central da cidade. Além disso, a imagem do atleta foi eternizada pelo grafiteiro Zion, que em parceria com a prefeitura de Apucarana, grafitou na parede do 'Lagoão' a imagem da chegada do atleta na prova que rendeu a medalha de prata.