Apucarana

Pai relembra acidente que deixou filho na UTI e testemunho emociona

O policial Alessandro Correia de Souza, de 31 anos, ficou hospitalizado por 30 dias e voltou a trabalhar nesta terça (12)

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

"Enquanto ministrava o Estudo Bíblico, duas pombas entraram na igreja, sobrevoaram minha cabeça e foram embora. Naquele momento, entendi o abraço que o Espírito Santo me dava", relembra o pai e pastor Daniel Rodrigo, de Apucarana, ao testemunhar sobre a recuperação do filho, que sofreu um grave acidente em dezembro de 2021. 

continua após publicidade

Após passar cinco meses afastado do trabalho, cinco dias na UTI e 30 dias internado no Hospital da Providência, o policial militar Alessandro Eduardo Correia de Souza, de 31 anos, retornou à 6ª Cia Independente de Ivaiporã, recuperado das sequelas causadas pelo acidente de carro no dia 11 de dezembro, que desencadeou uma meningite. 

O pai do policial afirma que ele tinha pouquíssima chance de sobreviver e, se sobrevivesse, poderia ficar em estado vegetativo. "Alessandro sofreu um traumatismo craniano, estrabismo e sangramento no ouvido. Via meu filho morrer. Formado em Direito, com maravilhosos projetos, uma esposa e um filhinho para cuidar. Tudo isto definhando em uma cama de hospital", recorda. 

continua após publicidade

O acidente ocorreu quando Alessandro estava chegando em São João do Ivaí, local onde iria assumir o serviço. "Após passar cinco dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), teve alta hospitalar, mas precisou retornar dois dias depois por conta de uma meningite", relembra o pai. 

Alessandro passou 30 dias no Hospital da Providência. "Passamos o Natal e Ano-Novo nos revezando naquele quarto de hospital, mas de uma coisa eu tinha certeza: meu Redentor vive. Deus era glorificado mesmo em meio às mais profundas dores", acrescenta.

O apucaranense continua o testemunho. "Em nenhum momento deixamos de ir à igreja entregar nossa adoração ao Rei dos reis e Senhor dos senhores. O Deus da minha vida a quem eu sirvo desde meu nascimento. E Ele mostrou que mesmo em meio às mais fortes tempestades, está no controle absoluto de todas as coisas. Hoje, pela primeira vez, meu filho novamente colocou a farda e voltou à ativa". 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News