Apucarana

Operação vai fiscalizar festas clandestinas em Apucarana

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Operação vai fiscalizar festas clandestinas em Apucarana
Operação vai fiscalizar festas clandestinas em Apucarana

A Polícia Militar, Guarda Civil Municipal (GCM) e agentes de trânsito de Apucarana vão intensificar as ações neste final de semana para evitar aglomerações. O foco principal será a limitação ao acesso aos principais parques e o combate às festas clandestinas. Com a proximidade do inverno, o entendimento das autoridades é que a pandemia atinge um estágio crítico, sendo necessário reforçar a prevenção para evitar o aumento de contaminações pela Covid-19.

continua após publicidade

As operações foram definidas nesta sexta-feira (16/04), em reunião no gabinete do prefeito Junior da Femac, e integram o plano de enfrentamento ao coronavírus. Estiveram presentes no encontro o major Marcos José Facio, comandante do 10o Batalhão de Polícia Militar (BPM), e o vice-presidente da Autarquia Municipal de Saúde, Emídio Bachiega.

O Parque Municipal Jaboti ficará parcialmente interditado, com a proibição de estacionamento de carros em toda extensão da barragem e proximidades. “É um local onde costumeiramente muitos jovens se aglomeram para ouvir música e consumir bebidas, por isso o estacionamento de carros ficará proibido neste local. Os veículos poderão circular, mas não estacionar próximo à barragem”, esclarece Junior da Femac .

continua após publicidade

Já o Parque da Raposa ficará fechado, sendo proibido o acesso de pessoas e de veículos, também no sábado e domingo. Outra preocupação das autoridades é com realização de festas clandestinas. “A Polícia Militar estará atuando para fazer cumprir o toque de recolher, no período das 23 horas às 5 da manhã. O principal alvo da operação serão as festas clandestinas, que infelizmente muitas pessoas insistem em promover ou participar”, lamenta Junior da Femac.

O comandante do 10o BPM afirma que a Polícia Militar montou uma força-tarefa específica para combater as festas clandestinas. “Já a partir desta sexta-feira, teremos uma força-tarefa exclusiva para atender essas situações. Havendo a denúncia, vamos fazer a fiscalização encaminhando o organizador e, no caso de chácaras, fazendo o indiciamento também do proprietário que fez a locação”, frisa o major, observando ainda que diariamente são recebidas pelo telefone 190 denúncias de festas também em residências. “Vamos fiscalizar e autuar, independentemente onde for a aglomeração, se numa chácara ou até mesmo numa festa familiar que desrespeitar a limitação de pessoas”, alerta o comandante do 10o BPM.