Apucarana

Núcleo recomenda uso de máscaras nos colégios estaduais

Orientação do NRE nas 16 cidades da região é para retomar uso de máscaras nos colégios, por conta de um aumento de casos de Covid entre alunos, professores e funcionários

Da Redação · GoogleNews

Siga o TNOnline
no Google News

Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa
fonte: Pixabay
Imagem ilustrativa

O Núcleo Regional de Educação, de Apucarana, fez uma nova orientação para a rede de escolas da região, sobre a necessidade de retomar o uso de máscaras por parte de alunos, professores e servidores. Na orientação, o órgão diz que houve um aumento de casos de Covid entre alunos, professores e funcionários das escolas.

continua após publicidade

Nos 16 municípios da base regional do NRE de Apucarana, com 76 escolas (61 escolas regulares e 15 Apaes conveniadas), conforme o Serviço Estadual de Registro Escolar, na manhã desta terça-feira (17) são 28 professores e mais 8 funcionários com resultado positivo de Covid, além de 14 alunos e 5 professores considerados como casos suspeitos da doença.

O setor de biossegurança do NRE não soube esclarecer se há alunos com casos confirmados da doença. Indagado se há um protocolo definido ou se o protocolo é apelar à consciência das pessoas, o setor apenas disse que “Qualquer pessoa com manifestação de sintomas respiratórios deve usar máscara, em qualquer ambiente”.

continua após publicidade

Na orientação do NRE, cita-se a resolução 243/2022 da Secretaria de Estado da Saúde, em cujo artigo sexto diz que é obrigatório o uso de máscaras de proteção facial, com total cobertura do nariz, boca e queixo, pelos indivíduos com sintomas de síndrome gripal, teste positivo ou exposição a alguém com Covid-19, seja em ambientes abertos ou fechados.

No entanto, sem um protocolo de testagem definido e estruturado na rede, as pessoas podem estar expostas a riscos de contaminação maiores do que imaginam. Por isso a orientação do NRE é para alunos e funcionários usarem máscaras. Ainda sobre os procedimentos, o NRE não informou se serão adotadas outras medidas protocolares, como a aferição de temperatura na entradas das escolas, por exemplo.

Perguntado sobre quais são os procedimentos adotados pelo NRE, no sentido de encaminhamentos para testagens e afastamentos, o setor de biossegurança do núcleo informou apenas que “devemos aguardar orientações da Secretaria Municipal de saúde. Ver a possibilidade ou não da publicação de um novo decreto”.

continua após publicidade

O professor responsável, alegando estar atarefado, não quis esclarecer se há um surto de Covid em alguma cidade ou colégio da base do NRE. Se limitou apenas a responder, por aplicativo de mensagens, que no NRE “temos diferentes situações de COVID-19 sendo relatadas, mas continuamos orientando os Comitês Regionais e Locais para o cumprimento do protocolo de biossegurança (conjunto de medidas), que visam evitar situações de risco”.

O chefe do NRE, professor Vladimir Barbosa da Silva, procurado pela reportagem para esclarecer as informações, como as cidades e escolas com maior número de casos positivos e de afastamentos, informou que estava resolvendo problemas pessoais de saúde, mas não retornou o contato.