Apucarana

Nova testagem mostra contágio em declínio no Lar São Vicente de Paulo

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Nova testagem mostra contágio em declínio no Lar São Vicente de Paulo
fonte: Divulgação
Nova testagem mostra contágio em declínio no Lar São Vicente de Paulo

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS), de Apucarana, comunicou nesta quinta (17) que dos 103 exames da Covid-19 coletados na última segunda-feira em internos e funcionários do Asilo São Vicente de Paula 89 deram negativo. Os outros 14 ainda são saíram o resultado. “Isso confirma que não está ocorrendo uma cadeia de transmissão dentro do asilo”, avalia o diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta, lembrando que as visitas foram suspensas em março.

continua após publicidade

Os testes do tipo PCR para Covid-19 coletados no asilo vinham sendo feitos semanalmente desde fevereiro e encaminhados para o Laboratório Central do Estado (Lacen), em Curitiba. E, no domingo, com a chegada dos resultados das coletas feitas no dia 7 de dezembro foi confirmado um surto de coronavírus no Lar São Vicente de Paulo. De 138 pessoas testadas, 23 idosos e 3 funcionários tiveram resultado positivo para Covid-19.

Nova coleta, desta vez de 103 pessoas, foi realizada na segunda-feira (14) e enviada com urgência para o Lacen. Já entre os 23 idosos positivados anteriormente, na coleta do dia 7 de dezembro, uma senhora faleceu na semana passada. Outra vítima fatal no Lar São Vicente de Paulo, que também veio a óbito há poucos dias, testou positivo no hospital onde foi internada. Hoje (17) foi confirmado mais um óbito, o terceiro, de um interno do asilo que estava internado no Providência.

continua após publicidade

De acordo com Kaneta, os 21 demais foram testados novamente e apresentaram resultado negativo para Covid, ou seja, já estão recuperados da doença, mas alguns precisam de cuidados médicos para tratar das sequelas.

Kaneta espera recebe o resultado dos outros 14 exames amanhã e assim confirmar que a doença não está mais sendo transmitida dentro do asilo. Na segunda-feira, após conversas mantidas com o secretário de saúde do Paraná, Beto Preto, e o chefe da 16ª Regional de Saúde, Altimar Carleto, o prefeito Junior da Femac determinou o imediato reforço no atendimento aos idosos.

A entidade passou a dispor de mais um médico e mais quatro auxiliares de enfermagem para acompanhamento dos internos. “Estes servidores da Autarquia Municipal de Saúde se somaram aos demais profissionais que prestam atendimento rotineiro no lar”, informou o prefeito.

continua após publicidade