Mais lidas

    Apucarana

    IVESTIGAÇÃO

    Mulher é presa após aplicar golpes de festas infantis em Apucarana

    Mulher é presa após aplicar golpes de festas infantis em Apucarana
    Foto por Reprodução
    Escrito por Silvia Vilarinho
    Publicado em 22.12.2020, 19:30:36 Editado em 22.12.2020, 19:30:38
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Aproximadamente 20 famílias foram vítimas de um golpe ao contratar uma profissional que oferecia um pacote de festas infantis em um buffet de Apucarana. Segundo a Polícia Civil, que investiga os crimes, o número de lesados pode ser ainda maior.

    O delegado Marcus Felipe da Rocha informou que na semana retrasada a dona do buffet procurou a polícia e relatou que uma ex-funcionária estava aplicando golpes na cidade. “Desde que a denúncia foi feita, estávamos investigando, na segunda-feira (21) a Polícia Militar (PM), prendeu em flagrante a suspeita que tem 20 anos, no momento que tentava aplicar o golpe. Ficou bem claro a configuração do crime”, explica.

    Ainda de acordo com o delegado, a polícia ouviu ontem duas vítimas. O prejuízo de uma delas foi de R$1.800. “Essa pessoa pagou esse valor por uma festa que não vai acontecer. A suspeita foi autuada em flagrante pelo crime de estelionato. Agora, a partir da prisão dela, esperamos que as outras vítimas também procurem a delegacia, a partir de 4 de janeiro, pois estamos em recesso, procure a delegacia para formalizar as denúncias. Essa pessoa prejudicou a empresa Babaloo de Caramelo, prejudicou o sonho dessas pessoas, falsificou documentos em nome da empresa. Agora ela está presa e esperamos que mais pessoas procurem a polícia”, ressalta.

    A advogada da dona do buffet, Tais Mariano, repassou que a ex-funcionária teve acesso a agenda do local e entrou em contato com possíveis clientes. “Ela falava que iria levar bolo para provar, enfim, falava com essas pessoas, agendava festas e pedia pelo pagamento, ela mandava a pessoa depositar dinheiro em várias contas, contas de parentes. Como ela tinha acesso aos contratos, pegou o modelo e saiu vendendo festas e não informava a dona do buffet. A pessoa pagava e não tinha festa. A dona do buffet foi instrumento para que ela pegasse dinheiro de outras pessoas”, finaliza. 

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Apucarana

    Deixe seu comentário sobre: "Mulher é presa após aplicar golpes de festas infantis em Apucarana"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.