Apucarana

Motorista que atropelou e matou homem se apresenta à polícia

Segundo a Polícia Civil, condutor do Monza disse que fugiu por medo

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O motorista que dirigia o veículo que atropelou e matou Anderson Colacino, de 41 anos, se apresentou à Polícia Civil de Apucarana, no norte do Paraná. O acidente foi registrado na noite de sexta-feira (8), na Rua Marcílio Dias, na Vila Shangri-la, em frente ao Colégio Agrícola Manoel Ribas.

continua após publicidade

De acordo com informações da 17ª Subdivisão Policial (SDP), o condutor do Monza, de 31 anos, disse que fugiu do local sem prestar socorro à vítima do atropelamento porque ficou com medo de sofrer alguma retaliação. O acidente ocorreu em frente a casa onde moram os sogros da vítima. No local também estava a esposa de Anderson e pelo menos um dos filhos. 

Ainda conforme a polícia, o motorista foi submetido ao teste de bafômetro que não indicou uso de bebidas alcoólicas. O carro envolvido no acidente foi apreendido e permanece no pátio da delegacia. Já o motorista foi ouvido e liberado. 

continua após publicidade

 

 Monza foi apreendido pela polícia e permanece no pátio da delegacia fonte: TNonline
Monza foi apreendido pela polícia e permanece no pátio da delegacia

ACIDENTE

Segundo informações coletadas no local do acidente, a vítima estacionou seu carro, um Fiat Palio, em frente a casa do sogro, tirou o filho do banco traseiro e deixou a porta aberta. Quando retornou para fechar a porta, foi atingido por um Monza azul. A esposa da vítima também estava no carro e presenciou o acidente. 

continua após publicidade

O corpo chegou a ser arrastado e arremessado pelo Monza por aproximadamente 30 metros de distância onde se iniciou o acidente. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, contudo, Colacino não resistiu e morreu no local do acidente. 

O motorista responsável pelo atropelamento fugiu do local. Investigações serão feitas pela Polícia Civil de Apucarana para a identificação do condutor responsável pelo atropelamento.

 

 Monza foi apreendido pela polícia e permanece no pátio da delegacia fonte: TNonline
Monza foi apreendido pela polícia e permanece no pátio da delegacia
continua após publicidade

COMOÇÃO

A morte de Anderson Colacino gerou muitas lamentações na internet.

"Coitado. Trabalhava com ele no Pirapó. Uma excelente pessoa! Que Deus conforte o coração de todos da família", escreveu uma usuária do Facebook.

"Meus sentimentos a todos da família. Que notícia triste! Só Deus para confortar os corações uma hora dessa! Misericórdia!", disse outra internauta.

"Um pai de família ser morto por um irresponsável que nem se quer prestou socorro", escreveu outro usuário do Facebook.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News