Apucarana

Motociclista de 24 anos é preso por pilotar embriagado e sem capacete

Rapaz furou sinal vermelho bem na frente da patrulha e ainda tentou fuga. Além de embriagado, a moto estava toda irregular

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
imagem ilustrativa
fonte: TNonline/arquivo
imagem ilustrativa

Uma equipe do 10º. Batalhão de Polícia Militar de Apucarana fez a prisão e o encaminhamento de um rapaz de 24 anos, que conduzia uma motocicleta irregular. O motociclista furou o sinal vermelho na frente da equipe policial e ainda tentou fugir da abordagem. Ele estava embriagado.

continua após publicidade

O caso aconteceu no início da madrugada deste sábado (02), no Parque Industrial Oeste. A equipe de patrulha da PM passava pela avenida Governador Roberto da Silveira, sendo bairro/centro, quando uma motocicleta, com dois homens, que fazia o sentido contrário, furou o sinal vermelho, na esquina da rua Rio Branco.

Após passar o sinal vermelho, o condutor da moto, que estava sem capacete, fez uma conversão em direção ao parque industrial, passando na via paralela onde a viatura policial estava.

continua após publicidade

A equipe policial, diante das irregularidades percebidas, suspeitou que os dois homens poderiam estar envolvidos em algum ato criminosa, fez a manobra de retorno na tentativa de abordar a dupla que estava na moto.

A Polícia entrou pela mesma via dos suspeitos e duas quadras à frente, já encontrou a moto caída na rua e viu os dois homens correndo em direção a um matagal. Um dos policiais da equipe fez a perseguição à pé e, uma quadra depois, localizou os dois suspeitos, que estavam sentados em frente a uma empresa, tentando se passar por funcionários.

O condutor da motocicleta, um rapaz de 24 anos, relatou que havia ingerido bebida alcoólica e, realizado o teste com etilômetro, apresentou alcoolemia de 0,36 mg/l, o que caracteriza crime de trânsito. O passageiro da motocicleta, de 33 anos, passou por verificação no sistema e, sem ocorrências, foi liberado no local.

continua após publicidade

Ao verificar a motocicleta, uma Honda CG 125, os policiais perceberam alterações, como um motor de maior cilindrada e com a numeração raspada. Além disso, a motocicleta tinha débitos administrativos e foi recolhida ao pátio.

Embora a motocicleta apresentasse algumas avarias decorrentes da queda, os dois abordados teriam recusado atendimento médico. O condutor da moto, no entanto, foi conduzido à Delegacia da Policia Civil pelo crime de trânsito e pela adulteração de sinal identificador do veículo. Na delegacia ele alegou dores no braço e foi solicitado apoio do Samu, que levou o rapaz até o Pronto Atendimento Municipal, onde foi atendido e depois, reencaminhado pela PM à Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News