Apucarana

Missão: apucaranense empresta cadeiras de rodas há 25 anos

Alfredo Gomes, o 'Alfredão', conta com mais de 200 equipamentos distribuídos gratuitamente pela região

Da Redação ·

O aposentando apucaranense Alfredo José Gomes, 72, há 25 anos se dedica ao que chama de “missão” em reformar e emprestar cadeiras de rodas e banho, muletas, andadores e camas hospitalares. 

continua após publicidade

Alfredão, como também é conhecido, começou com uma cadeira de rodas. "Um amigo sofreu um acidente de moto e junto de outros parceiros, compramos a primeira cadeira. Depois, um outro amigo se acidentou, comprei outro equipamento, dividi em três pagamentos, e fui dando continuidade ao projeto. Além de emprestar, aprendi a reformar tudo o que conseguia arrecadar", conta. 

Atualmente, ele soma mais de 200 equipamentos emprestados e distribuídos por Apucarana e toda a região. Todo estoque fica na casa do aposentado. "É minha missão. Algumas vezes desanimai, mas vejo que para onde eu for vou acabar lidando com essa causa. Fui criando amor por toda essa doação", explica. 

continua após publicidade

Alfredão já emprestou cadeiras de rodas e banho, andadores e os outros equipamentos para asilos de Apucarana, Rio Bom, Kaloré, Califórnia, Casa de Misericórdia, além de toda a população que sempre procura pelo aposentado. "Tudo foi criando uma proporção que não imaginava. Conto com ajuda de um grupo de 18 apucaranenses, além do pessoal dos "Caminhantes da Fé”, que me acompanham em caminhadas e pedaladas por santuários do Paraná e do Brasil", reforça. 

Ao longo dos anos, Alfredão segue ajudando e se doando sem desistir de sua missão. "De tanto sofrer, a gente vai aprendendo e continua nesta caminhada para contribuir com o bem-estar do próximo", complementa. 

Caminhante da fé 

continua após publicidade

Alfredão também é conhecido por percorrer quilômetros - a pé ou de bicicleta - até santuários, como Aparecida do Norte, para agradecer por graças recebidas. Em 2016, por exemplo, ele completou 900 quilômetros até a cidade no interior de São Paulo com um grupo de amigos. 

Além disso, ele sempre promove caminhadas ou pedaladas para Lunardelli e outros pontos religiosos do Paraná e São Paulo. 

Por, Fernanda Neme