Apucarana

Mais da metade das crianças estão em atraso com a 2ª dose da vacina

Em Apucarana, 45,4% das crianças completaram o ciclo vacinal e, em Arapongas, 33,3%

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O chefe da 16ª RS, Marcos Costa, afirma que a situação preocupa no momento em que o público infantil da imunização é ampliado
fonte: AEN
O chefe da 16ª RS, Marcos Costa, afirma que a situação preocupa no momento em que o público infantil da imunização é ampliado

O governo do Paraná liberou nesta semana o início da vacinação de crianças de 3 e 4 anos contra a covid-19. Ao mesmo tempo em que organizam a imunização desse novo público, os municípios alertam para a necessidade de a faixa etária entre 5 e 11 anos completar o esquema vacinal. Na área de abrangência da 16ª Regional de Saúde (RS), de Apucarana, apenas 44,5% das crianças desse grupo receberam as duas doses da vacina contra a doença.

continua após publicidade

Levantamento divulgado pela 16ª RS nesta quarta-feira (20) aponta a baixa cobertura infantil. Das 34.727 crianças na faixa etária entre 5 e 11 anos nos 17 municípios sob responsabilidade do órgão, 23.121 receberam a primeira dose (66,5%) e 15.452 as duas doses (44,5%). 

Em Apucarana, 45,4% das crianças completaram o ciclo vacinal e, em Arapongas, 33,3%. Os melhores resultados foram registrados por Novo Itacolomi (98,1%); Rio Bom (83,1%), Borrazópolis (74,8%) e Bom Sucesso (69,5%). 

continua após publicidade

O chefe da 16ª RS, Marcos Costa, afirma que a situação preocupa no momento em que o público infantil da imunização é ampliado. Ele afirma que muitos pais deixaram de levar os filhos por conta da redução das internações e da própria circulação do vírus. No entanto, Costa observa que essa situação favorável atual se deu justamente por conta a vacinação. “Houve um relaxamento da população, mas é fundamental concluir o ciclo vacinal”, pondera. 

DOSES DE REFORÇO

O levantamento da 16ª RS também alerta para a necessidade de ampliar a aplicação da primeira dose de reforço (também chamada de terceira dose). Os municípios já iniciaram a aplicação da segunda dose de reforço (quarta dose). Na regional, 59,42% procuraram por essa primeira dose de reforço, sendo 64,1% do público-alvo em Apucarana e 50,8% em Arapongas. 

continua após publicidade

No caso dos adolescentes entre 12 e 17 anos, 15,9% receberam a “3ª dose” até agora. No entanto, esse grupo iniciou a vacinação posteriormente. Nessa faixa etária, 92% receberam pelo menos uma dose na região e 78,8% concluíram o primeiro ciclo vacinal de duas doses. 

Apucarana começa a vacinar hoje  crianças de 3  a 5 anos

Apucarana começa a vacinar hoje crianças de 3 e 4 anos contra a covid-19. Seguindo orientação do Ministério da Saúde, essa nova faixa etária do público infantil irá receber o imunizante Coronavac/Butantan.

continua após publicidade

A estimativa da Autarquia Municipal de Saúde é de que Apucarana tenha aproximadamente de 4,5 mil crianças com a idade de 3 e 4 anos. “A imunização desse novo público é mais um grande avanço no enfrentamento da pandemia. Apelo para os pais levarem seus filhos para o nosso posto de vacinação contra a Covid no ginásio do Lagoão”, diz o prefeito Junior da Femac.

A vacinação ocorre de segunda-feira a sábado, das 8h30 às 17 horas. A Autarquia Municipal de Saúde orienta sobre os documentos que devem ser apresentados: carteira de vacinação da criança; documento de identificação da criança (RG ou certidão de nascimento; e CPF ou cartão do SUS; documento de identificação com foto do responsável; e comprovante de residência com no máximo 90 dias.

A orientação do Ministério da Saúde é de que seja respeitado um intervalo de 28 dias para a aplicação da segunda dose para este novo grupo de 3 a 4 anos. Crianças acima de 5 anos devem ser imunizadas com a vacina Pfizer, nos esquemas já recomendados pelo ministério. 

Também a partir desta quinta-feira (21) Apucarana libera a 4ª dose da vacina contra a Covid para a população com 18 anos ou mais, respeitando o intervalo de 4 meses do recebimento da 3ª dose.

Por, Fernando Klein

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News