Apucarana

Jovem encontrado morto em bairro de Apucarana é identificado

O rapaz apresenta sinais de agressão, uma perna quebrada e ferimentos por arma de fogo

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

No início da tarde desta quinta-feira (23), um homem, de 21 anos, foi encontrado morto em um terreno baldio, em Apucarana, no norte do Paraná. O rapaz, identificado como Matheus Gregorio Gomes, apresenta sinais de agressão, uma perna quebrada e ferimentos por arma de fogo.

continua após publicidade

O corpo foi encontrado em um terreno na Rua Maria de Marchi Miranda, localizada no Jardim Santos Dumont III. A Polícia Militar (PM) e Polícia Civil (PC), além do delegado adjunto Felipe Ribeiro Rodrigues, foram até o local.

"Aqui no local, foi possível verificar, junto com o Instituto Médico Legal (IML) e Instituto de Criminalística, aproximadamente 10 perfurações pelo corpo. Populares procurando por um homem desaparecido, encontraram o corpo. Agora a Polícia Civil começa a investigação e conta também com apoio da comunidade para denúncias, a sua identidade será preservada", disse o investigador do setor de homicídios Roberto Francisco.

continua após publicidade

De acordo com a polícia, o jovem estaria desaparecido desde a última terça-feira (21), e a família que mora nas proximidades estaria a sua procura. Há suspeitas que o corpo tenha sido desovado no local entre a noite da quarta-feira (22) e a madrugada desta quinta-feira (23)

De acordo com o subtenente da Polícia Militar, Almir Freitas, o homem teria antecedentes criminais, mas não há confirmações de que as passagens seriam a motivação para as agressões e homicídio.

"Populares informaram que ouviram disparos no bairro nesta terça-feira, porém, pelo estado do corpo, acreditamos que o crime teria acontecido nesta madrugada. O que sabemos é que ele estava com a perna quebrada, sofreu violência e a família reside no local", comentou o subtenente.   

continua após publicidade

No primeiro trimestre deste ano, o número de homicídios na região foi quatro vezes maior que no mesmo período do ano passado.  

Veja a entrevista do Subtenente:    null - Vídeo por: Reprodução   



GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News