Apucarana

Jovem assassinada em Curitiba é velada em Apucarana

Laís Letícia do Prado Meneguetti, de 30 anos, que foi assassinada no bairro Cajuru. O veículo que ela estava foi atingido por vários tiros

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Jovem assassinada em Curitiba é velada em Apucarana
fonte: Reprodução

A Autarquia de Serviços Funerários de Apucarana, confirmou que Laís Letícia do Prado Meneguetti, de 30 anos, que foi assassinada no bairro Cajuru em Curitiba, é velada em Apucarana. O sepultamento vai ocorrer às 11h, no Cemitério Portal do Céu. 

continua após publicidade

Conforme apurou a reportagem do TNOnline, a jovem atualmente residia em Curitiba, mas era moradora de Apucarana. A mãe ainda vive na cidade, por isso a jovem é velada e sepultada no município.  O corpo de Laís chegou no domingo (22).

O crime: 

continua após publicidade

A caminhonete em que estavam um homem e uma mulher foi metralhada na noite de sexta-feira (20),no bairro Cajuru, em Curitiba. Segundo as informações da polícia, os atiradores fortemente armados chegaram na Rua Sebastião Marcos Luiz em um veículo Argo e dispararam diversas vezes. 

Lays Letícia do Prado Meneghetti, de 30 anos, morreu na hora. Eder Meneghetti, também de 37 anos, sobreviveu. Ele foi levado em estado grave ao Hospital Cajuru, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

Segundo a polícia, o crime trata-se de uma tentativa de execução por disputa do tráfico de drogas da região.

continua após publicidade

“Foi algo organizado com antecedência e esperado melhor momento para consumar esse ilícito. O crime está vinculado ao tráfico de drogas”, disse o delegado da Polícia Civil, Tito Barrichello.

Dentro da caminhonete, os policiais também encontraram estojos e armas, o que indica que houve uma troca de tiros entre os suspeitos e as vítimas. O veículo utilizado pelos atiradores foi incendiado a cerca de três quilômetros do crime, na Vila Maria Antonieta.

A Polícia Civil segue nas buscas pelos suspeitos do crime.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News