Apucarana

Irmãos envolvidos em morte em Jandaia do Sul são presos em Apucarana

Os suspeitos, de 36 e 30 anos, estavam trabalhando em uma obra na Rua Ítalo Ado Fontanini

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Os irmãos além do homicídio, também foram presos por tráfico de drogas
fonte: Polícia Civil
Os irmãos além do homicídio, também foram presos por tráfico de drogas

O delegado Gustavo Pinheiro, de Jandaia do Sul, confirmou que dois homens, que são irmãos, envolvidos no assassinato de Dione Fernandes, 49 anos, que usava o nome artístico de Kelvin Trovador, que foi morto a tiros no dia 14/04/2021 lá no município, foram encontrados em Apucarana. Os suspeitos de 36 e 30 anos estavam trabalhando em uma obra na Rua Ítalo Ado Fontanini. 

continua após publicidade

Conforme o delegado, os dois foram presos logo após o crime, porém, no dia 29 de agosto do ano passado eles conseguiram fugir da cadeia. "Nós estávamos procurando por eles há quase um ano. Hoje com apoio do  C.O.P.E. - Centro de Operações Policiais Especiais de Curitiba e investigadores de Apucarana, conseguimos localizar os suspeitos. Eles estavam no momento de descanso, na obra onde trabalhavam e foram presos", disse.

Os irmãos além do homicídio, também foram presos por tráfico de drogas. "Contra os dois haviam dois mandados de prisão, um pelo homicídio doloso e outro por tráfico de drogas, são homens perigosos, envolvidos em crimes. Na época, quando foram presos, negaram o crime, mas durante as investigações, ficou comprovado através das provas colhidas, ficou comprovada a participação dos dois", detalha.  

continua após publicidade

Ainda de acordo com o delegado, a motivação do crime seria uma dívida. 

"A motivação do crime seria uma desavença que o pai deles teve com a vítima por causa de negócios, a vítima devia para o pai dos autores, o que motivou o crime", finaliza.

- Gustavo Pinheiro, delegado de Jandaia do Sul

Relembre: Homem morto a tiros sofria ameaças; câmera registra crime

continua após publicidade

Segundo a Polícia Civil de Jandaia do Sul, Dione Fernandes, 49 anos, que usava o nome artístico de Kelvin Trovador, assassinado a tiros vinha recebendo uma série de ameaças de morte.

Fernandes foi alvejado por volta das 10h30 quando negociava uma caminhonete em frente a uma oficina mecânica localizada na Vila Paião. O atirador se aproximou de bicicleta e efetuou 5 disparos contra a vítima, que morreu na hora.

Segundo o delegado Adilson José da Silva, o proprietário da oficina, que testemunhou os disparos, e os familiares de Kelvin já foram ouvidos. “A vítima tinha uma série de dívidas resultantes de negociações de gado e veículos e tinha recebido diversas ameaças de morte”, comenta o delegado. Os áudios e mensagens já estão em poder da polícia para elucidação do crime.

continua após publicidade

Ex-morador de Lunardelli, Kelvin estava morando em Mandaguari. “Ele e a família saíram de Lunardelli por conta dessas ameças e ele estava em Jandaia do Sul apenas para negociar esse veículo”, comenta



GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News