Apucarana

Homem que matou por bebida é condenado em Apucarana

O homem que matou um morador de rua em 2019, em Apucarana, por causa de um 'corote de pinga' foi condenado

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Homem que matou por bebida é condenado em Apucarana
fonte: TNOnline

O homem que matou um morador de rua em 2019, em Apucarana, por causa de um 'corote de pinga' foi condenado a 18 anos de prisão após ser julgado nesta terça-feira (14), no Fórum Desembargador Clotário Portugal.

continua após publicidade

Conforme informações da 1ª vara criminal, o réu, de 36 anos, foi condenado pelo crime de homicídio consumado, em razão da incidência de três qualificadoras:  motivo fútil, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima. O homem foi absolvido pelo crime de corrupção de menores. No dia do assassinato, um adolescente, de 16 anos, também desferiu golpes da vítima. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o acusado foi o responsável em iniciar o ataque, utilizando-se de uma faca, enquanto o adolescente deu prosseguimento ao crime, desferindo vários outros golpes na vítima, que não tinha condições de esboçar reação. A briga entre eles começou após o sumiço de um corote de pinga. 

continua após publicidade

O acusado, que já estava preso desde quando o crime aconteceu, voltou para a cadeia, onde deve cumprir a pena em regime fechado. 

O caso: 

Em uma ação rápida, a Polícia Militar (PM) de Apucarana prendeu um homem de 34 anos e apreendeu um adolescente de 16 anos, pelo envolvimento no assassinato de um homem, que foi morto a facadas durante a madrugada desta terça-feira (15). 

continua após publicidade

Segundo a PM, imagens de câmeras de segurança, que existem onde o crime aconteceu, ajudaram na identificação dos suspeitos. Eles foram encontrados na Praça Interventor Manoel Ribas, 'Praça do Redondo', no centro da cidade, por volta das 10h. 

De acordo com a PM, os suspeitos confessaram o crime. A motivação seria uma briga por causa de um corote de pinga. O adolescente disse que usou um punhal para matar a vítima. Uma tesoura também foi encontrada na bolsa do jovem. 

A PM informou que o jovem já foi apreendido antes por violência doméstica e uso de drogas. Já o homem, teria ficado preso por furto qualificado e tentativa de homicídio. Os suspeitos são andarilhos.   

continua após publicidade

Na delegacia, um dos suspeitos, Rodrigo Antônio Marcos, disse que não tinha problemas em ficar preso, pois viver na rua seria muito difícil. Ele ainda contou que a vítima teria dado um tapa em seu rosto e tomado a bebida dele. 

A vítima que foi assassinada com mais de 15 golpes de faca morava em Santa Catarina.