Apucarana

Gás de cozinha passa de R$ 100 em Apucarana

O botijão de 13 kg para a entrega pode ser encontrado por R$105

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Gás de cozinha passa de R$ 100 em Apucarana
fonte: Pixabay\ ilustração
Gás de cozinha passa de R$ 100 em Apucarana

O gás de cozinha está mais caro em Apucarana. O botijão de 13 kg para a entrega pode ser encontrado por até R$105 no município. A Petrobras anunciou o aumento de 5,9% nas distribuidoras na última sexta-feira (11) e o reajuste já foi repassado aos apucaranenses nesta segunda-feira (14). Em Arapongas, o preço médio praticado é R$ 88,8 para retirar e R$ 92, 5 para entrega. 

continua após publicidade

Antes do aumento, o botijão era encontrado em Apucarana por R$ 95,00 direto nas revendas e para entrega, entre R$98,00 a  R$100. Agora, o preço mínimo para a retirada na revendedora é de R$ 100 e R$ 105 para entrega. 

Para Raphael Souza do Vale Santos, dono da Distribuidora Casa do Gás Apucarana, o novo reajuste é motivo de preocupação, e que muitos clientes reclamaram. “Estamos preocupados com mais uma alta. Depois que parecia que o preço do gás tinha estabilizado veio essa pancada. Infelizmente nem todos entendem que a alta é da Petrobras e não nossa”, explica Raphael. 

continua após publicidade

Somente neste ano, já foram cinco reajustes do gás de cozinha. Em janeiro, a Petrobras elevou o preço em 6% e no mês seguinte, a alta foi de 5,1%. Em março, um novo reajuste médio de R$ 0,15 por quilo foi anunciado e, em abril, o aumento foi de 5%.

Raphael destaca que o gás é tão importante quanto a água e a energia na vida das pessoas e com a chegada do inverno o consumo aumenta cerca de 30%. "Esse aumento será sentido no bolso do consumidor pois no inverno já se gasta mais. Tentamos segurar o máximo os reajustes, não repassamos todos os aumentos para os clientes, infelizmente todos nós sentimentos no bolso", finaliza.

Arapongas
Até a tarde desta segunda-feira (14), o reajuste da Petrobras não havia sido repassado pelas revendedoras ouvidas pela Tribuna. Levantamento de preço feito em seis estabelecimentos aponta preço médio praticado era R$ 88,8 para retirar e R$ 92,5 para entregar. De acordo com a pesquisa, o preço mais barato praticado era de R$ 87,90 e o mais caro R$ 94. Após o reajuste, o botijão de gás poderá custar até R$ 93 para retirar e R$ 97,95 para entregar no município.

continua após publicidade

O proprietário de uma revendedora Pedro Folk trabalha há 20 anos no ramo e afirma que o produto nunca esteve tão caro. “O preço está muito alto, mas se eu não repassar o valor do reajuste aos clientes quem vai sair do comércio sou eu. Não tem como comprar caro e vender barato”, comenta.

Segundo Folk, o valo com o novo reajuste será repassado à clientela a partir desta terça-feira (15). 

continua após publicidade



continua após publicidade