Apucarana

Furtos de fios preocupam empresários em Apucarana

Em um dos casos, o prejuízo passou de R$ 7 mil

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Furtos de fios preocupam empresários em Apucarana
Furtos de fios preocupam empresários em Apucarana

Empresários de Apucarana denunciaram à Tribuna do Norte, que uma série de furtos de fiação elétrica vem ocorrendo no município. Os crimes envolvem furto de cabos  de empresas, obras em construção e até na subestação de tratamento da Sanepar. Em um dos casos, o prejuízo passou de R$ 7 mil. Eles pedem que as autoridades de segurança tomem providência a respeito dos crimes que estão causando avarias em diversos setores. 

continua após publicidade

O furto mais recente foi registrado no começo da semana em uma empresa localizada na Avenida Minas Gerais. Segundo o proprietário, Marcos Henrique Saran, foi o décimo arrombamento em seu estabelecimento, o segundo só neste ano. “Subiram em um poste e cortaram o cabo da rede de energia da Copel e levaram toda a fiação. No outro dia não pudemos trabalhar, pois a empresa estava sem energia”, relata. 

Saran percebeu um aumento neste tipo de crime e acredita que uma quadrilha está atuando na cidade. “Há uns 30 dias furtaram fiação da obra ao lado da minha empresa. Outra vítima foi um cliente meu que está construindo perto do Jaboti de quem furtaram R$ 7,5 mil de fiação, sem contar outros casos que fiquei sabendo. Existe uma quadrilha furtando fios para fazer dinheiro e a sociedade deve cobrar as autoridades para ter mais segurança”, assinala. Outro empresário lesado é Augusto Massei, que teve R$ 15 mil de prejuízo em três furtos ocorridos em uma obra também na Avenida Minas Gerais, de onde levaram fios e ferragens. O crime mais recente aconteceu no mês passado, quando parte da fiação do prédio em construção foi levada, deixando um prejuízo de R$ 7 mil. 

continua após publicidade

Massei optou por não registrar boletim de ocorrência, porque acredita que o crime não será solucionado. “O grande problema é que não vai ter solução e isso é terrível. Meu tempo será perdido. E não vejo a possibilidade de tomarem providências”, lamenta. 

O eletricista Antônio das Chagas Fernandes também notou um grande aumento nos furtos de padrões de entrada de energia  em propriedades privadas. Só neste mês ele afirma que atendeu pelo menos quatro empresas com o mesmo problema em Apucarana. Fernandes, que atua no ramo há 35 anos, comenta que os furtos ocorrem, sobretudo, em prédios com o padrão recém instalado. 

“Estão furtando fiação de prédios novos. Tem amigos meus que são eletricistas que também estão atendendo proprietários que tiveram prédios furtados. Geralmente furtam antes da Copel ligar a energia”, relata. 

continua após publicidade

Na última quarta-feira, a seção de inteligência da Polícia Militar (PM) apreendeu um carro na Vila Nova, com uma grande quantidade de fios de cobre no porta-malas. Segundo a polícia, o Ford Focus teria sido usado em diversas ações de furto de fios nas subestações da Sanepar, no Jardim Menegazzo. O Instituto de Criminalística realizou uma perícia no carro para coletar as digitais dos suspeitos que, segundo a PM, já foram identificados. 

O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) Marcus Felipe da Rocha Rodrigues afirma que todos os casos são investigados, porém existe dificuldade em identificar a autoria. “Toda informação que chega aqui a gente encaminha ao setor responsável. Existem locais que temos dificuldade de investigar, pois não há câmera. Mas a polícia está investigando”, assegura.