Apucarana

Feiras da Lua e da Economia Solidária são suspensas

Já a Feira do Produtor está mantida, mas somente será permitida a comercialização de produtos embalados

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Feiras da Lua e da Economia Solidária são suspensas
Feiras da Lua e da Economia Solidária são suspensas

Com o agravamento da pandemia, a prefeitura de Apucarana decidiu suspender as duas feiras previstas para acontecer nesta semana – Feira da Lua e Feira da Economia Solidária. Já a Feira do Produtor está mantida, mas somente será permitida a comercialização de produtos embalados.

continua após publicidade

A decisão foi tomada nesta quinta-feira (27) após reunião entre o prefeito Junior da Femac, que estava acompanhado do vice Paulo Sérgio Vital, com representantes dos feirantes. Ao solicitar a compreensão dos feirantes, o prefeito reforçou os números da pandemia. “Há cerca de 20 dias tínhamos em média 60 casos diários, número que foi crescendo diariamente até na última terça-feira atingir o pico de 170 casos”, reiterou Junior da Femac.

As próximas duas edições da Feira da Lua, que acontece às quintas-feiras no Espaço das Feiras, foram suspensas. “Na Feira da Lua as pessoas consomem no local e isso acaba de alguma forma gerando uma proximidade entre as pessoas. Nós seguimos todos os cuidados, mas este é um momento muito difícil e todos precisam colaborar”, afirma Eliane Zabolotny, coordenadora da Feira da Lua.

continua após publicidade

A “Supersexta da Economia Solidária” também está suspensa temporariamente. “O objetivo maior é salvar vidas. O momento é de cautela e de paciência. Pedimos para que as pessoas redobrem os cuidados e se ajudem uns aos outros”, salienta Eliana Rocha, superintendente da Secretaria Municipal da Mulher e Assuntos da Família.

Já a Feira do Produtor – que acontece nas quartas, sábados e domingos – está mantida, mas diante de condições especiais. “Todos os produtos precisarão estar embalados e, caso as mercadorias não estiverem nestas condições, o produtor ficará proibido de fazer a comercialização”, alerta Zacarias Baganha, coordenador da feira que também acontece no Espaço das Feiras, localizada na Rua Talita Bresolin.

Baganha afirma que a equipe de fiscalização da Prefeitura estará no local para verificar se as normas estão sendo seguidas. “Também pedimos a colaboração dos consumidores e solicitamos que, ao realizarem suas compras, não permaneçam no local. A orientação é que as compras sejam feitas de forma rápida e depois haja a dispersão das pessoas, sem aglomerações”, frisa Baganha.

continua após publicidade

O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, anunciou que irá acolher integralmente o decreto do governo do Estado, com um detalhe importante: acabou o tempo de conscientização dos empresários e partir de agora que descumprir as regras será multado. 

De acordo com o decreto estadual, o comércio poderá funcionar no período das 9 horas às 18 horas com 50% da ocupação, as academias das 6 horas às 20 horas com até 30% da ocupação, os shoppings até às 20 horas, com 50% da ocupação, supermercados das 8h às 20 horas com 50% da ocupação e restaurantes, bares e lanchonetes no período das 10h às 20 horas com 50% do público (podendo depois desse horário fazer o atendimento somente na modalidade de delivery).

Já aos domingos, todos os estabelecimentos deverão permanecer fechados (com exceção dos serviços essenciais) e somente  serão permitidos os serviços de entrega em domicílio.