Apucarana

Ex-morador de Apucarana é preso com cocaína em São Paulo

O ex-morador de Apucarana disse que atualmente vive em Londrina, que chegou em São Paulo no dia 10/6, para vender roupas no Brás

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
A PM se deslocava para uma operação com o giroflex ligado, porém, um carro modelo VW T-Cross não deu passagem
fonte: Reprodução PMSP
A PM se deslocava para uma operação com o giroflex ligado, porém, um carro modelo VW T-Cross não deu passagem

Um ex-morador de Apucarana, de 55 anos, que já foi preso por receptação de carga roubada e que atua no ramo da confecção, foi detido em São Paulo. Ele estava com mais três homens em um carro e dentro do veículo a Polícia Militar (PM) encontrou quatro tabletes de pasta base de cocaína. A abordagem aconteceu na Av. Otaviano Alves de Lima.

continua após publicidade

Conforme apurou a reportagem do TNOnline, a PM se deslocava para uma operação com o giroflex ligado, porém, um carro modelo VW T-Cross não deu passagem e o motorista aumentou a aceleração, o que gerou suspeita, então o veículo foi abordado. 

Os policiais militares fizeram uma busca veicular minuciosa no T-Cross e perceberam que havia algo de diferente no painel. Dentro os PMs encontraram quatro tabletes de pasta base de cocaína, que pesou quatro quilos. 

continua após publicidade

De acordo com a PM, os envolvidos relataram que não sabiam que drogas estavam no carro, informaram que o veículo era de uma outra pessoa. Foi tentado contato com o possível dono do VW T-Cross, porém, ele não atendeu o telefone. 

O ex-morador de Apucarana disse que atualmente vive em Londrina, que chegou em São Paulo no dia 10/6, que foi até o outro estado vender roupas no Brás, que conhece o rapaz que estava dirigindo o carro há oito anos, mas negou se envolvido com o transporte de drogas.

Ainda de acordo com a PMSP, todos os envolvidos, de 65, 47 e 34 anos, apresentaram versões contraditórias e foram levados para o 13º Distrito Policial - Casa Verde. A ocorrência foi registrada nesta quarta-feira (15).

A pasta base de cocaína, após sofrer a mistura, poderia render o dobro para a comercialização. 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News