Mais lidas
Ver todos

    Apucarana

    Engenheiros coordenam trabalhos de desinfecção em Apucarana e região

    Foto por Divulgação
    Escrito por Da Redação
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    O combate ao novo Coronavírus acontece em diversas frentes de trabalho que incluem a desinfecção de ambientes. Essa atividade prioritária de limpeza é desenvolvida na região de Apucarana em um trabalho conjunto das secretarias de Saúde e Companhia Paranaense de Saneamento (Sanepar), coordenado por Engenheiros Civis.

    De acordo com o Decreto Federal nº 23.569 de 11 de dezembro de 1933, as atividades de saneamento também são de competência dos Engenheiros Civis, o que inclui a desinfecção de ambientes.

    O engenheiro civil Leonardo Violim, coordenador de manutenção da regional de Apucarana da Sanepar, explica que é necessário utilizar equipamentos de grande capacidade e desempenho para a realização dessa desinfecção. Nesta atividade, é empregado um caminhão adaptado com hidrojato da  Companhia. Esse equipamento, que anteriormente atuava na desobstrução de redes de esgoto, foi devidamente desinfetado e preparado para executar a nova função.

    Ao veículo, é acoplada uma mangueira de 120 metros de extensão que funciona como se fosse uma lavadora de alta pressão. Três funcionários da Sanepar com uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) trabalham na sanitização.

    “O produto utilizado é o hipoclorito de sódio, que nós já usamos para o tratamento da água, em concentração de 12%, diluído em água. Trata-se de água sanitária, mas em concentração maior. Age como antioxidante e mata o vírus”, detalha. “Com a crise hídrica, a economia é fundamental. Portanto, um caminhão de 6metros cúbicos é suficiente para o cronograma”, explica o Engenheiro.

    O engenheiro civil Roberson Luiz Simões Izzo, responsável pela coordenação de redes em Arapongas, comenta que essa carga do caminhão, que é de aproximadamente nove mil litros de água, é suficiente para desinfetar todo o sistema da cidade.

    De acordo com o gerente geral da Sanepar na Região Nordeste, Rafael Malaguido, a aplicação do hipoclorito cria uma camada protetora nos locais em que a desinfecção é realizada. Onde há maior circulação de pessoas e de risco de contágio, a aplicação é repetida a cada sete ou 10 dias.

    Os locais a serem desinfetados são definidos em estratégia conjunta com as prefeituras e secretarias de Saúde. “Foi dada prioridade onde estão sendo atendidas as pessoas com Covid”, informa Violim.

    Em Apucarana, passam por este processo os hospitais da Providência e Materno Infantil, a Autarquia Municipal de Saúde, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e asilo. Em Ivaiporã, no entorno dos dois hospitais, assim como na unidade hospitalar de São João do Ivaí e asilo de Califórnia. Em Arapongas, a sanitização engloba o Centro de Especialidades Médicas Jaime de Lima, a sede do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o Hospital Norte do Paraná (Honpar) e a UPA 24h.

    De acordo com a Sanepar, a desinfecção dos entornos de hospitais, unidades de saúde e asilos vai prosseguir neste mês de junho. A iniciativa de combate ao Coronavírus, que teve início em abril e foi ampliada em maio, beneficiou 26 municípios e 85 entidades da região nordeste do Paraná.“Nós já somamos mais de 200 ações de prevenção e combate ao Coronavírus”, informa o gerente.

    A inspetora do Crea-PR, engenheira de Segurança do Trabalho, Carla Narita, que faz parte de um grupo de profissionais da comunidade que exercem um cargo eletivo honorífico e que auxiliam os trabalhos do Crea-PR no setor em que atuam, reforça os cuidados com a população ao redor durante a aplicação. “Sinalizações e isolamento de área devem ser fundamentais para garantir a segurança das pessoas e evitar que tenham contato com o produto. A supervisão de um responsável técnico pelo processo de higienização deverá fazer parte da cadeia produtiva desde o preparo desta solução até a aplicação final nos locais públicos”, aponta.

    Os municípios do Nordeste do Paraná que receberam a ação de desinfecção de hospitais e asilos são: Londrina, Cambé, Arapongas, Sabáudia, Guaraci, Cafeara, Centenário do Sul, Florestópolis, Rolândia, Apucarana, Faxinal, Ivaiporã, São João do Ivaí, Lunardelli, Califórnia, Cornélio Procópio, Assaí, Ribeirão do Pinhal, Uraí, Santa Mariana, Rancho Alegre, Jacarezinho, Santo Antônio da Platina, Salto do Itararé, Santana do Itararé e Conselheiro Mairinck.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Jornal da Tribuna 2ª Edição - 01/07

    Deixe seu comentário sobre: "Engenheiros coordenam trabalhos de desinfecção em Apucarana e região"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.