Apucarana

Em 24 horas PM registra 6 casos de violência doméstica

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em 24 horas PM registra 6 casos de violência doméstica
fonte: Reprodução
Em 24 horas PM registra 6 casos de violência doméstica

Em 24 horas a Polícia Militar de Apucarana registrou 6 casos de violência domesticas, em algumas ocorrências os suspeitos foram presos em outras as vítimas orientadas.

continua após publicidade

O primeiro caso aconteceu no Jardim Paineiras, por volta das 6:50h da manhã na Rua Vivaldo José Teixeira, o homem deu tapas na cabeça e no rosto da mulher que estava com uma criança de três meses no colo. O homem foi preso.

O segundo caso aconteceu no Recanto Mundo Novo, nesse caso segundo a PM o homem também agrediu sua esposa a colocou para fora do  quintal e jogou água nela. Ele foi preso.

continua após publicidade

O terceiro caso ocorreu na Rua Laurindo Xavier no Residencial Parque da Raposa, o filho agrediu a mãe, que explicou que o mesmo possui problemas psicológicos. A mulher não quis representar contra o filho.

O quarto caso foi registrado no Solo Sagrado na Rua Verandir de Souza Leite. A vítima relatou a PM que levou uma cabeçada no rosto causando  um corte no nariz, e foi ameaçada de morte, o homem fugiu. Foi realizado patrulhamento, porém o autor não foi localizado, a vítima foi orientada.

O quinto caso aconteceu na Rua Castro Alves no Jardim América, segundo a vítima o parceiro dela começou a agredir pessoas que estavam em uma confraternização entre amigos. Depois ameaçou ela dizendo que iria matá-la. O homem fugiu do local, mas a polícia o localizou. Ele foi preso e levado para a delegacia.

continua após publicidade

O sexto caso foi uma briga entre vizinhos na Rua Tereza Santos no Solo Sagrado, a PM informou que a briga teria começado após os vizinhos passarem o dia bebendo, e um dele se levantou e foi urinar ao lado da esposa do homem que ele estava bebendo. O homem pediu para mais respeito, e iniciaram uma discussão que acabou  com chutes nas costas e pisões na cabeça, o que causou ferimentos, após isso a vítima correu para dentro de casa e o acusado ainda nervoso veio a derrubar o portão da residência da vítima.

Quando a policia chegou no local a vítima já havia sido encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e não seria possível comparecer para representar, sendo, portanto, encaminhado o autor até a 17a SDP de Apucarana para os procedimentos.

Tags relacionadas: #Apucarana #PM #violência