Doenças cardíacas matam 2 pessoas por dia na região - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Saúde

Doenças cardíacas matam 2 pessoas por dia na região

Foto por Pixabay
Escrito por Fernanda Neme
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A cada dia, pelo menos duas pessoas morrem vítimas de doenças cardíacas na região. Os dados são da 16ª Regional de Saúde de Apucarana e alertam para necessidade de adotar um estilo de vida mais saudável na prevenção dessas mortes. Nos 17 municípios da área da 16ª Regional de Saúde de Apucarana, foram registrados 871 óbitos por doenças cardíacas no ano passado, o que equivale a uma média numérica de 2,4 mortes/dia. Neste ano, até o dia 24 de setembro, foram 571 óbitos por patologias relacionadas ao coração. 

“Para a gente ter um coração saudável é muito bom estar bem consigo mesmo e com as pessoas. Além disso, um espírito alegre e pensamentos positivos ajudam a conservar a saúde do coração. Não é fácil, mas é importante”, afirma o cardiologista Mateus Dias de Mouras, entrevistado na semana que se comemora o Dia Mundial do Coração (29).Sobre a parte física, o médico ressalta a importância de praticar atividades físicas, não fumar, cuidar do diabetes, visitar o médico com frequência, cuidar da pressão e da alimentação.

“Faça um check up com frequência, caminhe pelo menos três horas por semana ou faça qualquer esporte que gosta. Movimente-se”, acrescenta o cardiologista. O chefe da 16ª Regional de Saúde de Apucarana, o médico Altimar Carletto também cita alguns cuidados que devemos ter com o coração. Segundo ele, um dos principais é evitar excessos. “Excesso de peso, gordura, bebida alcoólica, medicamentos, estresse, trabalho... Qualquer tipo de excesso faz com que o coração se ressinta. É extremamente importante e necessário que preste atenção no nosso coração e aos sinais que ele nos dá quando a saúde dele não está indo bem”, ressalta.

Altimar diz que é importante também ficar atento ao movimento do órgão. “Quando o coração acelera, bate em uma frequência mais baixa do que o normal, bate fora do ritmo, enfim, todo tipo de alteração que fuja de 60 e 100 batimentos por minuto, está muito fora. A média é de 70 a 74 batimentos por minuto”, reforça. É importante também, conforme o médico, ficar atento às dores no peito, chamadas de dores precordiais ou anginas, que pode ser o prenúncio da dificuldade da circulação coronária e que pode causar um infarto agudo do miocárdio. “Esse tipo de dor pode deixar a vida em risco. Todas aquelas pressões do dia a dia, questões de ansiedade, tensões, preocupações, podem fazer que o coração adoeça”, complementa.

Para ter um coração mais saudável, o médico aconselha fazer exercícios físicos e caminhadas, ter uma alimentação equilibrada, momentos de lazer, dedicar alguns minutos para a meditação, ser feliz, viajar, ir ao cinema e teatro. “Enfim, tudo o que faz com o que seu coração não sofra. Além disso, tome uma taça de vinho por dia, especialmente o tinto, da uva tannat, comum do Uruguai. Ele traz benefícios para a circulação”, explica. 

Deixe seu comentário sobre: "Doenças cardíacas matam 2 pessoas por dia na região"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.