Apucarana

Dia Mundial do Doador de Sangue levanta alerta; saiba mais

Em Apucarana por exemplo, o estoque está baixo. Por mês são usadas entre 800 a 900 bolsas de sangue, porém, são em média 600 doações mensais

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Para melhor atender os doares de Apucarana e região, o hemonúcleo ampliou o horário de doações
fonte: AEN/ Ilustração
Para melhor atender os doares de Apucarana e região, o hemonúcleo ampliou o horário de doações

Nesta terça-feira (14) é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, e a Secretária de Estado da Saúde (Sesa), por meio do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar) faz um alerta para que os doares compareçam nas Unidades de Coleta do Estado para realizar a doação. A partir de junho, com a diminuição das temperaturas e devido ao início do inverno, o número de doações costuma cair, comprometendo os estoques de sangue dos hemonúcleos.

continua após publicidade

Em Apucarana por exemplo, o estoque está baixo. Por mês são usadas entre 800 a 900 bolsas de sangue, porém, são em média 600 doações mensais. "Estamos sempre precisando de doações, temos coletado em média 600 bolsas de sangue por mês, mas não é o suficiente, pois atendemos além do Hospital da Providência, hospitais da região, como o Honpar, Santa Casa, Instituto do Rim, e são usadas em média entre 800 a 900 bolsas, então precisamos e muito dos doares de sangue", disse  Marta Maria Galvão Harder, Assistente Social do hemonúcleo. 

Para melhor atender os doares de Apucarana e região, o hemonúcleo ampliou o horário de doações. "Atendendo as queixas de pessoas que não conseguiam vir realizar doação por causa do horário, estamos atendendo de forma especial em todo segundo sábado do mês, da 8h às 11h e toda terceira terça-feira do mês, das 17h às 19h30, mas é preciso agendar a doação através do número (43) 3420-4200" explica 

continua após publicidade

No Paraná, existem 23 Unidades de coleta, armazenamento e distribuição de sangue para 385 hospitais públicos, privados e filantrópicos, além de atender 92,8% de leitos SUS. Para manter o estoque adequado do banco de sangue são necessárias muitas doações. O ideal é que cada pessoa doe sangue pelo menos duas vezes ao ano.

Os homens podem doar sangue a cada dois meses, quatro vezes ao ano. Já as mulheres, a cada três meses, numa máxima de três doações ao ano.

Depois de coletado, o sangue é fracionado e acontece o processo de separação dos hemocomponentes (plasma, hemácias, plaquetas e crio). Após isso, a bolsa fica estocada até o resultado dos exames para a liberação. Por isso, também é importante ressaltar a validade da doação com antecedência, uma vez que, após a coleta, o sangue pode levar até 48 horas para ser liberado.

continua após publicidade

Atualmente os estoques estão em com uma média de 35% abaixo do necessário, “estamos em situação crítica para alguns tipos sanguíneos (O-, O+, A- e B-), em outros tipos em situação adequada a estável, porém, é importantíssimo que tenhamos uma regularidade no número de doações, para suprir a demanda em todo Estado”, alerta a diretora do Hemepar, Liana Labres de Souza.

PARA DOAR – Pessoas com idades entre 16 e 69 podem realizar doações de sangue. Estar em boas condições de saúde, pesar no mínimo 51 kg, estar alimentado e hidratado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação) e apresentar documento oficial com foto.

HEMEPAR – O Hemepar é uma entidade sem fins lucrativos e atende à demanda de fornecimento de sangue e hemoderivados do Estado graças às doações dos voluntários. Está localizado nas regiões de Paranaguá, Curitiba, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Cascavel, Campo Mourão, Umuarama, Cianorte, Paranavaí, Maringá, Apucarana, Londrina, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Toledo, Telêmaco Borba, Ivaiporã e Biobanco - HC.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News