Apucarana

Curiosos embriagados dificultam atendimento a vítimas de acidente

Além de retirar as vítimas das ferragens, a maior dificuldade dos socorristas, foi lidar com grupo de pessoas embriagadas, que foram contidas pela PM

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Conforme o aspirante Moura, dois caminhões dos Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atenderam a ocorrência
fonte: Silvia Vilarinho
Conforme o aspirante Moura, dois caminhões dos Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atenderam a ocorrência

Dois homens ficaram feridos após colisão seguida de capotamento em Apucarana, na madrugada desta sexta-feira (17). O Corpo de Bombeiros foi chamado por volta da 00h50 e informou que as vítimas ficaram presas às ferragens. 

continua após publicidade

Conforme o aspirante Moura, dois caminhões dos Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atenderam a ocorrência. "Uma vítima, quando chegamos estava presa às ferragens e precisamos abrir o veículo com as ferramentas necessárias, a outra também estava presa no carro, devido aos ferimentos, estava de barriga para baixo. Um homem foi levado para a ambulância do Samu, que levou para receber atendimento médico, o outro, foi levado para a nossa ambulância e conduzido para o Hospital da Providência", disse.

O acidente aconteceu na Avenida Santos Dumont na Vila Shangri-lá. O motorista do carro bateu na traseira de um caminhão que estava estacionado e depois capotou. O resgate durou quase duas horas. A Polícia Militar (PM) também foi chamada. A idade dos feridos ainda não foi revelada. 

continua após publicidade


CONFUSÃO DURANTE A OCORRÊNCIA

O que chama a atenção nessa ocorrência, no entanto, foi a dificuldade que os socorristas enfrentaram para realizar o trabalho por conta de um grupo de pessoas, aparentemente embriagadas, que faziam graça e atrapalhavam o trabalho das equipes. Essas pessoas estariam nas imediações do local e se aglomeraram após o acidente.

continua após publicidade

O socorro precisou acionar a Polícia Militar, pedindo apoio da Rotam para conter o grupo.  Segundo o BO, essas pessoas, fazendo brincadeiras, estavam prejudicando o socorro ás vítimas. A PM chegou ao local e fez a delimitação do perímetro da ocorrência com faixas sinalizadoras, no entanto, diversas pessoas se recusaram a se afastar do atendimento. Os policiais precisaram usar spray de pimenta para conter os ânimos das pessoas, que se recusavam a acatar as ordens e teriam chegado, inclusive, a empurrar os policiais. A Rotam precisou ficar no local até o final do atendimento para assegurar o trabalho dos socorristas.




GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News