Apucarana

Corpus Christi: Fé volta a colorir ruas de Apucarana; saiba mais

Voluntárias confeccionam tapetes há 30 anos; assista o vídeo e confira a programação

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Integrantes da equipe de diaconia da catedral, as amigas de infância Pierina Bianchi Nincachi e Luzia Papa trabalham juntas em um trecho de 20 metros do tapete
fonte: Silvia Vilarinho
Integrantes da equipe de diaconia da catedral, as amigas de infância Pierina Bianchi Nincachi e Luzia Papa trabalham juntas em um trecho de 20 metros do tapete

Após dois anos impedida pela pandemia, a procissão de Corpus Christi volta a ser realizada pela diocese de Apucarana e promete reunir milhares de fiéis. Conhecida pelos tradicionais tapetes que enfeitam o trajeto do cortejo, a data celebra a Eucaristia, para os católicos. Neste ano, o ponto de partida será o Ginásio de Esportes Lagoão, onde será celebrada a missa a partir das 15 horas e em seguida, a procissão segue rumo à Catedral Nossa Senhora de Lourdes.

continua após publicidade

De acordo com o bispo da Diocese Dom Carlos José de Oliveira, as comemorações que envolvem Corpus Christi são tradições muito especiais para os católicos, sobretudo, o preparo dos tapetes, que enfeitam o caminho por onde passará o santíssimo. “Desde que foi instituída a festa, os cristãos sempre se preocuparam em preparar as ruas para a passagem do Santíssimo, e o sentido é exatamente este, de poder apresentar a Jesus nosso amor, expresso em forma destes tapetes ornamentais que são estendidos”, explica.

Tal tradição deverá mobilizar pelo menos mil pessoas, de acordo com a coordenadora de liturgia da catedral Sandra Simonetti. Ela é a responsável pelas equipes que estão preparando os tapetes que deverão enfeitar as ruas centrais da cidade. Além das equipes da catedral, outras três paróquias estão envolvidas no trabalho: Santuário São José, Cristo Profeta e Nossa Senhora Aparecida. Os trabalhos começam as 7 horas da manhã. “Para esta volta, preparamos tapete maior, com 1.059 metros de extensão, o dobro dos anos anteriores. O ponto de início também mudou: este ano, a missa será realizada no ginásio Lagoão para maior comodidade dos fiéis. Faremos a celebração às 15 horas e depois seguiremos em procissão até a catedral para a benção final”, explicou.

continua após publicidade

Várias ruas da área central estarão com fluxo restrito a partir das 7 horas da manhã desta quinta-feira. Confira aqui. 

Voluntárias confeccionam tapetes há 30 anos; veja

Integrantes da equipe de diaconia da catedral, as amigas de infância Pierina Bianchi Nincachi e Luzia Papa trabalham juntas em um trecho de 20 metros do tapete que enfeitará a procissão. Pierina fez em crochê, 19 quadros para compor a peça, que é montada pela companheira Luzia Papa. Elas já participam da tradição há pelo menos 30 anos. “Fiz este trabalho em crochê em 2019 para a procissão de 2020, mas desde então, não teve o evento por conta da pandemia. Meu trabalho ficou guardado por dois anos, até pensei em doar os tapetes, mas este ano, com muita alegria, podemos voltar, para mim é uma satisfação poder ajudar”, contou Pierina.

continua após publicidade

A amiga dela, Luzia, se sente grata por poder retornar a participar do evento. “Sempre começo a produzir os tapetes antes do Natal, já fiz de vários tipos. É uma alegria poder voltar a participar da procissão, enquanto eu tiver saúde e forças, estarei participando”, garantiu Luzia.

Sandra Regina Ceola de Araújo, coordenadora de catequese da catedral, trabalhou com mais de 300 crianças na confecção de parte do tapete da cerimônia. São 40 metros de tapete que levaram duas semanas para ficar prontos. “As crianças amaram poder ajudar na confecção, isso ajuda para que as famílias participem juntos com seus filhos da procissão, porque de forma efetiva, fizeram parte dela. Estamos felizes com tudo voltando à normalidade”. ASSISTA:        null - Vídeo por: Reprodução

 Texto, Aline Andrade 

continua após publicidade



GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News