Apucarana

Concurso da Guarda Civil Municipal é realizado em Apucarana

Portões fecharam às 8h45 e segundo a GCM, oito candidatos perderam a hora e não farão o certame

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Começou na manhã deste domingo (15) a primeira fase do concurso da Guarda Civil Municipal de Apucarana (GCM). O certame, que teve 3.293 candidatos homologados, 666 mulheres e 2.663 homens, teve os portões fechados à 8h45.  De acordo com a GCM, ao menos oito candidatos perderam a hora e não disputarão as 25 vagas. As provas são aplicadas na FAP, Faculdade de Apucarana, localizada na Rua Osvaldo de Oliveira, no Jardim Flamingos e Unespar, Universidade Estadual do Paraná, na Avenida Minas Gerais. 

continua após publicidade

"Estive acompanhando a entrada dos candidatos, infelizmente, tivemos alguns que não se atentaram ao horário. Mas conforme a regra, com portões fechados não entra mais ninguém. Porém, tivemos uma boa movimentação", afirma o comandante da CGM Alessandro Carletti. 

Além dos candidatos que chegaram atrasados, Carletti também informou sobre outro inscrito que não pode fazer a prova porque levou o documento de identidade digital, o que é proibido conforme o edital do concurso. O candidato tentou causar tumulto e foi retirado da sala, segundo o comandante da CGM.

continua após publicidade

"Tivemos um caso isolado em relação a documentação. Só foi aceito documento de identidade físico. O candidato não leu o edital e acaba acontecendo esse tipo de situação chata. Porém temos que cumprir o edital", disse Carletti. 

O concurso público é realizado pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Estadual de Londrina (Fauel). São 20 vagas (mais cadastro de reserva) para Guarda Civil Municipal 3ª Classe masculino, sendo 17 para ampla concorrência, uma para pessoas com deficiência (PcD) e duas para pessoas afrodescendentes, e cinco vagas (mais cadastro de reserva) para Guarda Civil Municipal 3ª Classe feminino, sendo três para ampla concorrência, uma para PcD e uma para afrodescendente.

O salário oferecido no concurso - para uma jornada semanal de 40 horas - é de R$ 2.471,26 + R$ 741,38 a título de Adicional de Risco de Vida (ARV), totalizando remuneração inicial de R$ 3.212,64.  

continua após publicidade

A seleção dos candidatos consistirá em duas fases de caráter eliminatório e classificatório. A primeira terá cinco etapas, sendo: prova objetiva (marcada para 15 de maio de 2022); exame de suficiência física (serão convocados - entre os melhores classificados - 200 homens e 100 mulheres ); exame de saúde e antropométrico; pesquisa social e avaliação psicológica e/ou adequação ao perfil profissional.

Os classificados seguem para a segunda fase, que será o curso de formação, também de caráter eliminatório e classificatório. A previsão é de que a classificação final e definitiva dos aprovados a ingressar na GCM aconteça em janeiro de 2023 e a convocação entre março e abril.

Além de aprovação em todas as etapas, para investidura no cargo, os candidatos deverão ter Ensino Médio Completo, idade máxima de 40 anos quando da posse e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria AB, já no início do curso de formação. Outra exigência é a altura mínima, sendo de 1,65 metro para homens e 1,60 metro para mulheres.

O curso de formação – de cinco meses - será realizado em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-PR) no 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Os novos guardas, caso a projeção de convocação se confirme, devem começar a atuar nas ruas no segundo semestre de 2023. 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News