Apucarana

Comércio varejista projeta vendas 15% maiores em Apucarana

Já os lojistas apostam em um incremento superior ao mesmo período de 2019, antes da crise sanitária gerada pela Covid-19

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Comércio varejista projeta vendas 15% maiores em Apucarana
fonte: Sérgio Rodrigo - TNOnline
Comércio varejista projeta vendas 15% maiores em Apucarana

A partir desta quinta-feira (9) o comércio de Apucarana passa a atender até às 22 horas, e com o horário estendido até mais tarde e o controle da pandemia, a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Apucarana (Acia) projeta um crescimento de até 15%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Já os lojistas apostam em um incremento superior ao mesmo período de 2019, antes da crise sanitária gerada pela Covid-19. 

continua após publicidade

Segundo a vice-presidente do Comércio da Acia, Nilsa Christ, muito do otimismo dos lojistas se deve à proximidade do Natal. “O comércio está muito otimista neste ano. As lojas se preparam com muitas ofertas, decoração, capacitação dos vendedores. O papel da Acia, é fazer com que os lojistas atinjam estes números”, ressalta, ela lembrando que a Acia está com uma campanha de prêmios justamente para incentivar as compras.

Na loja de roupas femininas gerenciada por Isabela Vieira, a expectativa é de um aumento de até 20% nas vendas em comparação com o Natal de 2019. A gerente explica que por conta do período atípico causado pela pandemia da Covid, a administração vai se basear em dezembro de 2019 para fazer o comparativo com as vendas deste ano. 

continua após publicidade

Isabela afirma que está bastante otimista diante do  avanço da vacinação e a liberação dos eventos que deram uma boa guinada nas vendas, principalmente no segmento de vestuário. E com o comércio atendendo até mais tarde, aumenta a movimentação de clientes e possibilidades de ampliar as vendas.

“A nossa expectativa é a melhor possível. Com a todo mundo vacinado a tendência é que mais pessoas aproveitem o horário estendido de atendimento do comércio para fazer as compras de Natal”, comenta. A gerente Heloisa Rocha, que trabalha em uma loja de roupas masculinas, espera dobrar o valor das vendas realizadas no ano retrasado. “Espero que o comércio se movimente mesmo, dê uma grande alavancada nas vendas. A gente precisa”, enfatiza.

De acordo com ela, não são apenas os lojistas que estão com grandes expectativas neste fim de ano, mas a clientela também. “Agora com a liberação das festas, casamentos, baladas, o pessoal voltou bastante animado”, comenta. 

continua após publicidade

Além do horário estendido, a sócia proprietária de uma loja de roupas femininas, Alessandra Lima, aponta outros fatores que podem influenciar no aumento das vendas. Entre os principais, ela cita a mudança de ponto do estabelecimento. Ela projeta um crescimento de até 25% em comparação com o mesmo período do ano retrasado. 

“Em 2019 estávamos em outro ponto, mais afastado do centro. Então acredito que isso vai ajudar a aumentar as vendas. Além disso, nesse fim de ano foram retomadas festas, casamentos e confraternizações. Passamos por um período de distanciamento no ano passado e agora as pessoas querem se reaproximar. Isso vai refletir nas vendas, com certeza”, analisa.