Apucarana

Cesta básica sobe 6,38% no mês de março em Apucarana, mostra pesquisa

Em Arapongas, alta foi menor e chegou a 2,70%, segundo levantamento da Unespar

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Cesta básica sobe 6,38% no mês de março em Apucarana, mostra pesquisa
fonte: Da Redação

O preço da cesta básica aumentou 6,38% em Apucarana em março deste ano na comparação com fevereiro, segundo levantamento mensal divulgado nesta quinta-feira (07) pelo Núcleo de Conjuntura Econômica e Estudos Regionais (Nucer), do curso de Ciências Econômicas da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana.

continua após publicidade

O preço praticado no município passou de R$ 634,19 em fevereiro para R$ 674,64 em março. Segundo o levantamento, coordenado pelo professor Rogério Ribeiro, os itens que apresentaram os maiores aumentos de preços foram tomate (32,20%);  leite (19,01%); farinha de mandioca (10,13%); feijão (9,64%); óleo de soja (8,91%); arroz (3,99%);  café em pó (3,35%); batata (2,75%); carne bovina (1,88%); pão francês (1,74%); banana (1,39%) e a manteiga (0,58%).

Somente o açúcar cristal apresentou redução de preço: -4,20%. “Considerando o custo atual da Cesta Básica o tempo de trabalho necessário para que um trabalhador remunerado pelo salário mínimo vigente na região, na data da coleta dos dados, consiga comprar a referida cesta ficou equivalente a 122 horas e 28 minutos, contra 115 horas e 7 minutos do mês anterior”.

continua após publicidade

Segundo o estudo, a cesta básica em Apucarana equivale a 55,7% do valor do salário mínimo nominal de janeiro, que é de R$ 1.212,00. “Já o salário mínimo necessário para os trabalhadores da região de Apucarana, com base nos critérios metodológicos da pesquisa, ficou estimado em R$ 4.351,90”.

ARAPONGAS

Em Arapongas, o aumento de preços da cesta básica foi menor em comparação com Apucarana. O valor no município aumentou 2,70%, passando dos R$ 681,71 de fevereiro para R$ 700,10 em março de 2022. Os itens que tiveram aumentos de preços foram tomate (29,50%), batata (12,35%), leite (10,50%), óleo de soja (9,94%), farinha de mandioca (5,69%), feijão (5,00%), manteiga (4,58%), café em pó (4,11%), arroz (1,17%), pão francês (1,10%) e açúcar (0,18%). Os itens que apresentaram reduções de preços foram a banana prata (-7,93%) e a carne bovina (-2,76%).

Em Arapongas, o valor da cesta básica equivale a 57,8% do valor do salário mínimo nominal de fevereiro, de R$ 1.212,00 . O salário mínimo necessário para os trabalhadores da região de Arapongas, com base nos critérios metodológicos da pesquisa, ficou estimado em R$ 4.516,13. “Com base neste valor da cesta básica, concluímos que um trabalhador que recebe o salário mínimo nominal de R$1.212,00, para adquirir a cesta básica de alimentos terá de dispender 127 horas e 5 minutos de trabalho para este fim”, assinala o estudo.