Apucarana

Casos suspeitos de covid afetam serviço de coleta de recicláveis

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Casos suspeitos de covid afetam serviço de coleta de recicláveis
fonte: Divulgação
Casos suspeitos de covid afetam serviço de coleta de recicláveis

Dos 55 trabalhadores que atuam na Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis de Apucarana (Cocap), 15 estão afastados do trabalho por suspeita de terem contraído o coronavírus. A redução de pessoal está afetando os serviços de coleta de recicláveis e a direção da cooperativa pede a compreensão da população. A orientação é que as pessoas permaneçam com o material em casa até a situação normalizar.

continua após publicidade

Conforme Antônio Roberto Nogueira, administrador da Cocap, os trabalhadores que apresentaram sintomas já realizaram os testes, estão em isolamento e aguardam pelo resultado. “A prioridade é a saúde dos cooperados e estamos monitorando a situação. Todos estão orientados a ficar atentos aos sintomas e, em caso de suspeita, a respeitarem o isolamento”, frisa Nogueira.

A redução de pessoal afetou tanto o serviço de busca dos materiais quanto o de seleção que é feito dentro do barracão, localizado na Travessa Palmeiras, na Vila São Francisco. “Dos três caminhões que atuam no recolhimento, apenas dois continuam operando nas ruas e o outro está parado”, afirma Nogueira, estimando que a capacidade operacional da Cocap diminuiu em 50%.

continua após publicidade

De acordo com ele, com a redução de pessoal, as equipes que estão trabalhando não conseguem dar conta de cumprir os roteiros de recolhimento. “Estamos enfrentando esta situação nestas duas últimas semanas, chegando  hoje a termos 15 cooperados afastados”, afirma Nogueira.

O administrador da Cocap solicita que, momentaneamente, as pessoas deixem de colocar  o lixo reciclável em frente das casas até a situação normalizar. “A equipe não está dando conta e muitos bairros estão sem o serviço. A situação também atinge o barracão, que está abarrotado de material por falta de pessoal para fazer a seleção”, reitera.