Apucarana

Cartões começam a ser entregues na quinta em Apucarana

Da Redação ·
Equipe da prefeitura organiza cartões do Boa Comida
fonte: Divulgação
Equipe da prefeitura organiza cartões do Boa Comida

Os 9.868 cartões do programa Comida Boa destinados a Apucarana pelo Governo do Paraná começaram a ser organizados nesta segunda-feira por uma força-tarefa de servidores encabeçada pela Secretaria da Assistência Social de Apucarana. A distribuição aos beneficiados tem início programado para esta quinta-feira através de 56 escolas e centros municipais infantis, além de outros pontos estratégicos instalados na área central, em um total de 80 locais. A listagem com nome do beneficiário e local para retirada do cartão será disponibilizada até a tarde de quarta-feira (13), no site da Prefeitura de Apucarana (www.apucarana.pr.gov.br).

continua após publicidade

Um auxílio emergencial do governo estadual destinado a famílias do Cadastro Único (CadÚnico) que estão enfrentando dificuldades financeiras por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Cartão Comida Boa prevê o repasse de até três parcelas mensais de R$50 para compra exclusiva de alimentos em supermercados, mercadinhos, padarias, açougues, entre outros estabelecimentos do gênero cadastrados na Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab).

“Um programa muito bem elaborado pelo Governador Ratinho Júnior que beneficia quem está precisando e ainda ajuda a economia local. Serão cerca de R$1,5 milhão sendo injetados em nosso comércio através desta iniciativa estadual”, pontua o prefeito Júnior da Femac. Até esta segunda-feira, 29 estabelecimentos comerciais da cidade já haviam se cadastrados para poder receber compras pelo cartão assistencial.

continua após publicidade

Dentro do planejamento do “Comida Boa”, cabe às prefeituras a logística de distribuição dos cartões. “Em Apucarana estamos organizando a entrega com muito cuidado, da mesma forma que já fizemos em outras ações, como a distribuição das máscaras, do sabonete líquido, da vacinação, para que não haja aglomeração”, comunica o prefeito.

Do total de cartões, 8.233 já têm os beneficiados pré-definidos. “A listagem chegou na última sexta-feira e até esta quarta-feira esperamos separá-los seguindo um mapeamento que vai permitir que a pessoa o retire na escola ou CMEI mais próximo de onde mora”, explica Jossuela Pinheiro, superintendente da Chefia de Gabinete e uma das coordenadoras da ação. De acordo com ela, na área central também serão disponibilizados pontos estratégicos para que os beneficiários possam fazer a retirada. “Lembrando que a pessoa deverá consultar a lista que será disponibilizada no site da prefeitura até esta quarta-feira, indicando onde deverá comparecer. Serão cerca de 80 pontos de distribuição, tudo planejado da melhor forma, como determinou o prefeito Júnior da Femac, para que não haja aglomeração de pessoas”, afirmou a superintendente.

O excedente de 1.645 cartões será repassado, também a partir de quinta-feira, às igrejas católicas e evangélicas. “Os padres e pastores irão colaborar com esta ação, fazendo com que cheguem até as pessoas que precisam, em especial aquelas que não conseguiram o auxílio emergencial do governo federal e não estão incluídas em nenhum programa social”, disse Jossuela Pinheiro.

O programa do Cartão Comida Boa será operacionalizado por meio de um voucher com QR Code, para evitar falsificações. Na visão da secretária Municipal da Assistência Social, Ana Paula Nazarko, o programa estadual contribui para amenizar as necessidades de muitas famílias, em especial as em situação de extrema-pobreza. “Um recurso que, ao ter como destinação exclusiva a compra de alimentos, supre uma necessidade muito importante neste momento de crise”, destaca a secretária, frisando que a prefeitura segue atendendo famílias necessitadas com cestas básicas através de agendamento. “Mesmo que a pessoa não tenha o Cadastro Único e nunca precisou dos serviços da assistência, neste momento em que a pandemia atinge a todos indistintamente, pode estar precisando. Nossas equipes estão de prontidão para atender. Basta agendar pelo telefone, levar a documentação necessária para cadastro e relatar as necessidades que vamos procurar ajudar”, concluiu a secretária.