Apucarana

Canziani: “Com UTFPR, região está pronta para salto maior”

Parceiro histórico para a criação do Centro Moda, que deu origem à UTFPR, ex-deputado visita unidade

Da Redação ·
A deputada federal Luisa Canziani, o diretor da UTFPR, Marcelo Ferreira da Silva e o ex-deputado Alex Canziani
fonte: Sergio Rodrigo/TNonline
A deputada federal Luisa Canziani, o diretor da UTFPR, Marcelo Ferreira da Silva e o ex-deputado Alex Canziani

O ex-deputado federal Alex Canziani, de Londrina, parceiro de primeira hora no projeto que originou a UTFPR de Apucarana, faz questão de frisar: “O Centro Moda virou uma universidade e o futuro disso nos faz imaginar resultados exponencialmente maiores do que esses que comemoramos agora”. Canziani esteve nessa semana fazendo uma visita ao campus da UTFPR, acompanhado da deputada federal Luisa Canziani, ambos com uma longa e produtiva relação íntima com a UTFPR de Apucarana.

continua após publicidade

“Aquele nosso sonho inicial ficou muito maior do que sonhávamos à época. Quando sonhamos ter aqui uma escola técnica, para formar mão de obra para as confecções do município, não imaginávamos que 15 anos depois, teríamos uma universidade, com cinco bacharelados, uma licenciatura e um curso tecnológico, além de especializações e até mestrados e doutorado, que recebem alunos do país inteiro”, diz Canziani.

Aliás, Canziani destaca que a UTFPR de Apucarana, é uma conquista que começou antes. “Se pegarmos desde o início de tudo, da época do Centro Moda, isso dá 21 anos de trabalho conjunto”, lembra.

continua após publicidade

Ele lembra que há cerca de 20 anos, em todo o eixo entre Apucarana e Cornélio Procópio, havia uma única instituição federal, o CEFET, de Cornélio. “Hoje temos sete instituições federais de ensino nesse mesmo eixo. Só considerando engenharias, por exemplo, conseguimos criar 12 cursos nessas instituições”, lembra.

Segundo Canziani, a região tem agora condições para dar um salto qualitativo em sua história. “Meu sonho era viabilizar várias escolas nesse raio entre Apucarana e Cornélio e ver a região se transformar numa espécie de Vale do Silício brasileiro, pólo de inovação e desenvolvimento. E vejo, hoje, que estamos caminhando para isso”, afirma. Ele faz referência às sete instituições federais nessa região, considerando os três campus da UTFPR (Apucarana, Londrina, Cornélio Procópio); os três campus do Instituto Federal do Paraná - IFPR – (Arapongas, Londrina e Astorga) e ainda a Universidade Federal do Paraná, em Jandaia do Sul.

“Estamos agora a trabalhar para criar um parque tecnológico na região, integrando ações, projetos e programas dessas instituições, forças políticas e econômicas. É nosso grande sonho, nosso grande desafio. E, mais uma vez, estamos numa construção coletiva, com muita gente trabalhando junto”, comenta.

continua após publicidade

MATURIDADE

continua após publicidade

A deputada federal Luisa Canziani, por sua vez, diz que de todos os projetos que acompanha em seu mandato, poucos revelam a maturidade que encontra em Apucarana, no entorno da UTFPR.

Para a deputada, essa maturidade se materializa na capacidade de firmar parcerias e, principalmente, ao orientar ações a partir da prática de ouvir, sistematicamente, o setor produtivo, compreender suas demandas e passar a buscar, em conjunto, soluções necessárias.

“Dos lugares que acompanho, aqui é onde tem mais essa maturidade, essa sinergia de parcerias, de conversas, para que a universidade esteja, de fato, conectada, para construir soluções, avanços, para o desenvolvimento socioeconômico e para redução das desigualdades”, explica.

Um exemplo, cita a deputada, é o laboratório para análise têxtil, que já atende demandas das indústrias, que antes precisavam recorrer a laboratórios fora do estado. “Isso é exemplo de como as lideranças e representações estão conectadas, todos pensando em conjunto as soluções para nossas necessidades e demandas produtivas, todos buscando caminhos para nosso de envolvimento. O campus de Apucarana tem uma maturidade significativa para toda a cidade e região”, diz.