Apucarana

Calçamento interliga bairros na zona norte de Apucarana

Da Redação ·

Dentro de 15 dias, moradores que precisam circular entre o Jardim Ponta Grossa, nas imediações da Lagoa Tarumã Ouro Fino, e o Núcleo Charles Chaplin, junto à Represa Schmidt, não vão mais precisar dividir espaço com os veículos. Com recursos próprios, a Prefeitura de Apucarana promove uma grande intervenção no setor de mobilidade urbana, viabilizando a construção de calçada em uma área de 4 mil metros quadrados, interligando diversos bairros da zona norte.

continua após publicidade

Segundo destaca o prefeito Júnior da Femac, a obra que teve início na semana passada vai beneficiar milhares de apucaranenses. “É um trajeto de cerca de um quilômetro e meio onde, em muitos trechos, a falta do passeio faz com que as pessoas tenham que correr risco de vida circulando pela via. Com esta obra, viabilizamos calçada de qualidade, com acessibilidade plena a pessoas idosas ou com mobilidade reduzida, que poderão usufruir do direito de ir e vir com total dignidade e segurança, sem o risco de atropelamento”, assinala o prefeito.

A obra teve início junto à conhecida “travessa da paineira”, passa pelos núcleos Marcos Freire, Mathias Hoffman, Recanto Mundo Novo e chega ao Lago Schmidt. “A calçada tem largura de um metro e setenta centímetros e, por ligar duas áreas de lazer, que é a Lagoa Tarumã Ouro Fino, onde estamos colocando em execução uma grande revitalização, e o “Schmidt”, esta benfeitoria deverá ser também muito utilizada como pista de caminhada pelos moradores”, comenta o prefeito Júnior da Femac.

continua após publicidade

O calçamento está sendo executado em concreto alisado, nos mesmos moldes do Parque Municipal Jaboti e outros locais já atendidos, e o investimento é de cerca de R$112 mil, com recursos municipais. “Melhoria da mobilidade urbana é uma das marcas da gestão Beto Preto/Júnior da Femac, que vem atendendo Apucarana dos bairros ao centro. Inúmeros locais já foram contemplados com a construção de calçamento como este que estamos viabilizando na zona norte. Além do aspecto urbanístico, são obras que se preocupam com a acessibilidade, pensadas para atender a toda população”, diz Helligtonn Gomes Martins (Tom), superintendente da Secretaria de Serviços Públicos.