Bosque memorial homenageia vítimas da Covid-19 em Apucarana - TNOnline
Mais lidas

    Apucarana

    Parque Municipal Jaboti

    Bosque memorial homenageia vítimas da Covid-19 em Apucarana

    Bosque memorial homenageia vítimas da Covid-19 em Apucarana
    Foto por Prefeitura Apucarana
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 27.01.2021, 18:48:55 Editado em 27.01.2021, 18:48:45
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O Parque Municipal Jaboti, espaço de preservação ambiental e de lazer localizado na área urbana de Apucarana, tem a partir de agora uma área em memória às vítimas fatais da Covid-19 que, até o momento somam 125 apucaranenses. A criação do bosque memorial, que também rende reconhecimento ao trabalho dos profissionais de saúde e das forças de segurança que atuam na linha de frente de combate ao novo coronavírus, começou a ser formatado nesta quarta-feira (27/01) pela Prefeitura de Apucarana em ato que integra a agenda comemorativa aos 77 anos de emancipação política do município.

    O projeto, idealizado pelo prefeito Júnior da Femac, consiste em plantar uma árvore nativa para cada apucaranense que teve a vida ceifada pela doença. O início de implantação do memorial, em área delimitada dentro do parque nas imediações da Rua Maria Curie, contou com a presença de alunos das escolas municipais Durval Pinto, Dinarte Pereira de Araújo, Marta Pereira da Silva e João Antônio Braga Cortes, além de autoridades políticas, militares, eclesiásticas e lideranças comunitárias. As famílias de vítimas fatais da Covid-19 foram representadas por Jane Codato.

    “A estruturação deste espaço de memória é um momento de muita emoção. Queremos que o aniversário de 77 anos da cidade seja também um momento de lembrarmos de todos os apucaranenses que perderam a vida para a Covid-19, deixando suas famílias e amigos em luto devido esta doença implacável. É preciso fazermos memória, ela é necessária para que a tenhamos como uma bússola e não cometemos erros novamente”, disse o prefeito Júnior da Femac conduzindo um minuto de silêncio e, na sequência, uma salva de palmas em homenagem às vítimas, familiares e profissionais da linha de frente. “Também é momento de reforçarmos a necessidade de continuarmos com as medidas preventivas, evitando reuniões familiares, usando máscara, higienizando as mãos com água corrente e sabão, álcool em gel”, pontuou o prefeito.

    O momento ecumênico do lançamento do bosque memorial contou com as palavras do bispo diocesano Dom Carlos José de Oliveira e do pastor Daniel Accioli, da Igreja Assembleia de Deus de Apucarana. “Este memorial é uma feliz iniciativa para que sempre nos recordemos de cada irmão e irmã que contribuiu com esta amada cidade mas que, infelizmente, perdeu a batalha para esta doença. Ato que também marca os 77 anos de Apucarana, onde com oração e esperança temos a certeza de que dias melhores virão e que vamos superar este momento pelas graças de Deus”, disse Dom Carlos.

    Pastro Accioli assinalou que o momento é de consternação e lembrou que, no início da pandemia, já alertava os fiéis que, enquanto eram apenas números, a doença iria parecer distante. “A partir do momento em que passou a acometer parentes e outras pessoas próximas, passamos a sentir a gravidade e chorar a morte de pessoas pequenas, grandes, idosos, ricos e pobres. Este bosque memorial é uma justa homenagem, um marco para que tenhamos sempre a lembrança do momento difícil que a humanidade está passando, mas na certeza de que a presença de Deus nos dá ânimo, graça e coragem para enfrentá-lo”, afirmou o pastor.

    Conceitualmente, o bosque memorial representa o abraço da cidade às vítimas da Covid-19 e seus familiares e também aos profissionais da linha de frente, como as áreas da saúde, busca e salvamento e da segurança pública. “Neste ato de criação plantando 125 árvores nativas como peroba, ipês, gurucaia, canafístula, paineira, tendo ao centro uma araucária – símbolo do Paraná – e um pau-brasil – símbolo do país”, detalhou o prefeito Júnior da Femac.

    Ao redor do bosque memorial, 77 mudas de cerejeiras-ornamentais (árvores símbolo do japão) em referência ao aniversário de Apucarana. “Esta árvore também passou a ser símbolo de Apucarana, tendo sido introduzida no município pelos imigrantes japoneses. Este plantio, ao redor do bosque memorial, representa um abraço de toda a cidade às famílias de vítimas do novo coronavírus (Covid-19), e também simboliza o reconhecimento ao trabalho de todos os profissionais que estão atuando na linha de frente de combate à doença e que têm se desdobrado, dia após dia, fazendo a diferença na missão de salvar vidas”, reforçou o prefeito Júnior da Femac.

    O lançamento do memorial contou com a presença da Banda Municipal Maestro João Florindo da Silva, regida pelo maestro Ricardo Podnowski, que entoou o Hino Nacional Brasileiro, e comandou a trilha sonora do evento. Também prestigiaram o evento secretários e servidores municipais de diversas pastas e a primeira dama Carmen Lúcia Izquierdo Martins.

    Mais matérias de Apucarana

    Deixe seu comentário sobre: "Bosque memorial homenageia vítimas da Covid-19 em Apucarana"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.