Apucarana

Bombeiros resgatam gambá preso em fios da rede elétrica em Apucarana

Os Bombeiros chegaram para realizar o resgate por volta das 10h30; assista

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Por volta das 8h o gambá, que parecia ser um filhote já estava lá no alto
fonte: TNOnline
Por volta das 8h o gambá, que parecia ser um filhote já estava lá no alto

Um gambá ficou preso em fios da rede elétrica e precisou ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros de Apucarana na manhã desta segunda-feira (4). O animal estava na região da Avenida Santa Catarina.

continua após publicidade

Conforme pessoas que frequentam a academia Black Cross, por volta das 8h o gambá, que parecia ser um filhote, já estava lá no alto. Os Bombeiros chegaram para realizar o resgate por volta das 10h30.

Com ajuda de um pedaço de madeira, os Bombeiros colocaram o gambá em um balde e depois o animal foi solto em um ambiente apropriado. Veja:     null - Vídeo por: Reprodução

continua após publicidade

Gambá é o nome popular usado para se referir a algumas espécies de marsupiais da família Didelphidae. Gambás são animais mamíferos que lembram ratos e destacam-se por ter uma longa cauda sem pelos, a qual utilizam para escalar. Esses animais têm hábitos noturnos e solitários e apresentam dieta onívora, na qual estão incluídos pequenos vertebrados, invertebrados e frutos.

Uma vez que são animais marsupiais, o desenvolvimento do filhote é finalizado em bolsas denominadas marsúpio, assim como ocorre com cangurus e coalas. Quando ameaçados, os gambás podem mostrar seus dentes ou fingirem-se de mortos.

Resumo sobre gambá

continua após publicidade

Gambás são animais marsupiais, assim como coalas e cangurus.

Lembram ratos, porém não são roedores.

Apresentam longas caudas, que os ajudam a subir em árvores.

continua após publicidade

São animais solitários e noturnos.

São animais onívoros que se alimentam de diferentes alimentos, como pequenos vertebrados, invertebrados e frutos.

Quando se sentem ameaçados, podem fingir-se de mortos.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News