Apucarana

Azul anuncia voos para Apucarana e Arapongas em 2022

Além de Apucarana e Arapongas, outras cidades passam a integrar a malha da companhia aérea

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Azul anuncia voos para Apucarana e Arapongas em 2022
fonte: Jonathan Campos / AEN-PR
Azul anuncia voos para Apucarana e Arapongas em 2022

A Azul anunciou nesta terça-feira, 19, um plano de expansão no Paraná, durante encontro entre representantes da companhia e o governador do Estado, Ratinho Junior (PSD). 

continua após publicidade

Dentre as novidades estão a inclusão de Apucarana e Arapongas entre as cidades que passam a ter os voos da companhia aérea em 2022, com os aviões Cessna Grand Caravan, que possui capacidade para nove passageiros, através da sub-regional Azul Conecta. 

Além de Apucarana e Arapongas, outras cidades passam a integrar a malha da companhia aérea, são Guaíra, região Oeste; Paranavaí, Noroeste; Francisco Beltrão, no Sudoeste; Cornélio Procópio, região Norte; União da Vitória, no Sul; Cianorte, Noroeste; Campo Mourão, Centro-Oeste; Telêmaco Borba, nos Campos Gerais; todas também com aviões Cessna da sub-regional Azul Conecta, bem como Umuarama, no Noroeste, com aviões ATR. 

continua após publicidade

Ainda, as cidades que voltam a receber voos da companhia são Ponta Grossa, nos Campos Gerais; Toledo, no Oeste; Pato Branco, Sudoeste  e Guarapuava, no Centro-Sul. As linhas vão ser reativadas em dezembro com voos nas segundas, quartas e sextas. 

Marcelo Bento Ribeiro, diretor de relações institucionais da Azul, destacou que a empresa deseja ampliar os destinos e este plano vai deixar o Estado extremamente conectado, reforçando a vocação regional da Azul e consolidando Curitiba como um importante centro de conexões. Com o anúncio, os novos voos se somam a outros cinco municípios já realizados pela empresa: Curitiba, Foz do Iguaçu, Cascavel, Londrina e Maringá, totalizando vinte cidades contempladas, um recorde da companhia.

O governador do Paraná, Ratinho Junior, destacou que as novas linhas são um salto na logística e na infraestrutura do Paraná e com melhores condições de deslocamento, mais empresários vão ter interesse em abrir negócios no Estado, gerando mais emprego e renda para os paranaenses.

Com informações da AEN-PR