Apucarana

Apucaranense com doença crônica supera dor e realiza sonho

Fernanda Delgado, que ficou 10 anos sem andar, foi diagnosticada com artrite reumatoide juvenil

Da Redação ·

Conviver com uma doença crônica nunca é fácil. Porém, a forma como cada pessoa decide encarar os desafios que a vida proporciona é decisiva para o seu bem-estar e o de todos que estão à sua volta.  Um exemplo é a maquiadora apucaranense Fernanda Delgado, 37 anos. Aos 2 anos, ela foi diagnosticada com artrite reumatoide juvenil, uma condição rara que provoca a inflamação das articulações. 

continua após publicidade

No entanto, isso nunca a impediu de realizar seus sonhos, nem rotulou o caminho a seguir durante os últimos anos. "Todos os dias é uma luta. Não me lembro de um dia não ter sentido dor para fazer as tarefas do dia a dia, mas também nunca deixei de fazer algo por conta das minhas limitações", relata Fernanda, que ficou dos 2 aos 12 anos sem andar por conta do problema de saúde.

Antes de voltar a caminhar, a maquiadora passou por alguns médicos que marcaram sua vida de diferentes formas. "Eu estava com as pernas e braços atrofiados, e não conseguia firmar o pescoço. Foi um período muito difícil. Teve um médico que não me ajudou e acabou atrasando o tratamento da artrite. Por outro lado, tive três anjos em minha vida, que foram os médicos que fizeram com que eu me recuperasse e voltasse a andar quanto tinha 12 anos", lembra. 

continua após publicidade

Na infância, Fernanda morava com os avós, já que sua mãe trabalhava como empregada doméstica e precisou morar na casa de patrões por alguns anos. "Quando meus avós ou minha irmã não podiam me acompanhar, ia com a ambulância da cidade para Londrina. O orotpedista de lá engessava minhas pernas para que elas ficassem esticadas. Isso durou cerca de um ano. Eu ia e voltava de lá. Com ajuda desses médicos e da fisioterapia fui melhorando os movimentos", conta.  

"Em vista de como eu era. Hoje estou muito bem. Sinto dores o tempo todo, mas isso me impede de fazer nada", ressalta. 

Paixão pela maquiagem

continua após publicidade

A paixão pela maquiagem sempre existiu na vida da apucaranense, que se diz muito vaidosa desde criança. No entanto, o hobby se tornou profissão há cerca de cinco anos, quando trancou a faculdade de Design de Moda devido a um desgaste no quadril. Por causa da idade de Fernanda, a cirurgia de prótese de quadril não é autorizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

"Eu estava muito cansada e cheguei no meu limite. Pegava ônibus todos os dias e sentia muita dor. Quando comecei a ficar em casa, senti falta de fazer algo que gostava e aproveitei o período para participar de curso de maquiagem online. Fiz vários e fui aperfeiçoando com ajuda de amigas, que também se tornaram modelos", recorda. 

Desta forma, Fernanda também começou a divulgar o trabalho através do Instagram. "Como posto as modelos, consigo mostrar para pessoas de todos os lugares do mundo minhas maquiagens. O próximo passo é criar um estúdio na garagem da minha casa, assim não preciso subir escadas, nem depender tanto de outras pessoas", conta. 

continua após publicidade

A apucaranense conta que uma de suas maquiagens prediletas são aquelas de olhos marcados e de festa. "Maquiagem de evento e olhos marcantes são meus favoritos. Me inspiro bastante em uma profissional chamada Bárbara Thais e outra que se chama Letícia de Paula. A Barbara sempre dá cursos grátis pelo Instagram, além de ter começado do zero, assim como eu", explica.

Matéria escrita por Fernanda Neme.