Apucarana

Apucarana vai implantar Libras na rede municipal de ensino

A proposta em discussão visa oferecer o ensino da “Libras” aos alunos já a partir de agosto

Da Redação ·

A Autarquia Municipal de Educação da Prefeitura de Apucarana (AME) deu início, nesta segunda-feira (04), a um planejamento visando a implementação do curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) junto às unidades de ensino da rede municipal.

continua após publicidade

O assunto foi debatido em reunião realizada no gabinete municipal entre o prefeito Júnior da Femac, a secretária Municipal de Educação, professora Marli Fernandes, o coordenador do Centro de Apoio ao Surdo e aos Profissionais da Educação de Surdos do Paraná (CAS), Júlio César Correia Carmona, que esteve acompanhado da professora e intérprete, Milena da Silva Ananias, e a técnica pedagógica do Núcleo Regional de Educação (NRE), Margorie Cristina Bueno Felipetto.

A proposta em discussão visa oferecer o ensino de Libras aos alunos já a partir de agosto. “Esta foi uma primeira reunião onde deliberamos sobre o início do planejamento visando atingirmos este objetivo, que é ministrar o conteúdo em sala de aula já no retorno das atividades do segundo semestre”, explicou o prefeito Júnior da Femac.

continua após publicidade

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é um conjunto de sinais utilizados por deficientes auditivos para comunicação entre eles e outras pessoas, sejam elas surdas ou ouvintes. “A Autarquia de Educação vai agora, em conjunto com o CAS e com o NRE, dar início à parametrização do programa, definindo os dias da semana e quais os anos em que a atividade será desenvolvida”, disse o prefeito, salientando que os esforços são para oferecer o curso de Libras a todos os alunos do ensino fundamental pelo menos duas vezes por semana. “Queremos uma escola cada vez mais inclusiva. Nossos alunos com deficiência auditiva são muito bem assistidos na parte pedagógica, mas queremos que eles possam interagir mais com os colegas”, justificou o prefeito.

Uma segunda reunião está pré-agendada para acontecer no início de maio. “Uma cidade só é boa se for boa para todos. É com este pensamento que temos pensado Apucarana todos os dias, para que ela seja boa para as crianças, para as mulheres, para os idosos, para as pessoas com mobilidade reduzida, para as com deficiência. Sendo boa para elas, será para todos”, pontuou o prefeito Júnior da Femac.

Tags relacionadas: #Apucarana #EDUCAÇÃO #LIBRAS