Apucarana

Apucarana registra em média 1 acidente de moto por dia

De janeiro a agosto foram registrados 582 acidentes, entre os quais 246 (42,2%) tinham motocicletas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Apucarana registra em média 1 acidente de moto por dia
Apucarana registra em média 1 acidente de moto por dia

Dados do Placar da Vida, relatório do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), apontam que por dia, pelo menos um acidente de moto é registrado em Apucarana, este tipo de veículo está envolvido em quase a metade do total de colisões registradas neste ano.

continua após publicidade

De janeiro a agosto foram registrados 582 acidentes, entre os quais 246 (42,2%) tinham motocicletas.  Segundo o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), neste ano a frota de motos de Apucarana atingiu 14.646 unidades, 483 (3%) a mais que agosto do ano passado, quando o relatório trouxe 14.163 veículos do tipo.

O aumento pode ter sido influenciado pela necessidade de economizar diante da alta nos preços dos combustíveis e de outros itens essenciais.

continua após publicidade

O aumento de veículos cadastrados no município é bom para a  economia local, contudo, com mais motos nas ruas, cresce o risco de acidentes no trânsito. “Entendo que a motocicleta é o meio de locomoção mais simples e barato. Como há um fluxo de motos grande no município é perceptível que o número de acidentes também vai aumentar”, analisa observa o superintendente de trânsito e segurança do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), major Vilson da Silva.

De acordo com Silva, 90% dos acidentes envolvendo motos ou outros veículos ocorrem por imprudência do motorista, raramente por falhas mecânicas ou problemas na pista.

As infrações mais comuns, segundo Silva, são alta velocidade ou desrespeito a sinalização em cruzamentos. Silva destaca que várias ações foram desenvolvidas para reduzir os acidentes como as operações e fiscalizações direcionadas aos motociclistas realizadas em apoio ao 10ºBPM além da instalação de sinalização especial para motos, os chamados bolsões, áreas delimitadas nos cruzamentos que permitem que os veículos menores aguardem a abertura dos semáforos na frente de carros, ônibus e caminhões.

continua após publicidade

“O município investiu em pontos específicos para motos nos semáforos, além de outros investimentos em mobilidade urbana para melhorar a trafegabilidade de todos os veículos e, consequentemente, reduzir o número de acidentes”, destaca. 

 BALANÇO

Embora represente quase a metade do total de acidentes ocorridos em oito meses, as colisões envolvendo motocicletas caíram 10,5% em comparação ao mesmo período do ano passado que teve 275 acidentes. Outro índice com queda expressiva foram as mortes no trânsito, que passou de 5 para 1, redução de 80% e o número de feridos de 297 para 286, queda de 3,7%. Em contrapartida, o número total de acidentes aumentou de 564 para 582 (3,1%), os atropelamentos de 23 para 25 (8,6%) e o número de pessoas envolvidas de 1.194 para 1.210 (1,3%). 

Por, Cindy Santos