Apucarana

Apucarana propõe ampliar turmas para volta às aulas

Comitê de bio-segurança irá avaliar a proposta em reunião prevista para esta quarta.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Apucarana propõe ampliar turmas para volta às aulas
fonte: Prefeitura de Apucarana
Apucarana propõe ampliar turmas para volta às aulas

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (2), no gabinete municipal, foi formatada uma proposta para inclusão de mais turmas na volta às aulas. O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, discutiu e avaliou o cenário da pandemia, com os secretários da educação, Marli Fernandes; e da saúde, Roberto Kaneta, que estava acompanhado do vice-presidente da Autarquia Municipal de Saúde, Emídio Bachiega.    

continua após publicidade

A proposta que será apresentada nesta quarta-feira (4) ao integrantes do comitê de bio-segurança, prevê o retorno das turmas do 3º ano do ensino básico. Também está sendo estudada a volta das turmas do maternal 2 e 3 nos CMEIs. O tema será avaliado e deliberado no comitê e, se houver aprovação, as novas turmas voltam na próxima segunda-feira, dia 9 de agosto.

Junior da Femac lembrou que no dia 21 de julho foram retomadas as aulas para as turmas do 4º e do 5º ano de todas escolas municipais. A adesão ou não ficou a critério dos pais, com cerca de 35% de aceitação de um total de 2.800 alunos.

continua após publicidade

“Até agora tudo transcorreu de maneira satisfatória e estamos planejando um retorno gradativo de novas faixas etárias, ficando a cargo dos pais a decisão de mandar ou não seus filhos para as escolas e aos Centros Municipais de Educação Infantil, os CMEIs”, ponderou o prefeito.

O secretário de saúde, Roberto Kaneta, argumentou que Apucarana e toda as demais cidades da 16ª Regional de Saúde, estão em “bandeira amarela”, que é uma classificação de baixo risco em relação à Covid-19. “Nas últimas semanas, Apucarana vem apresentando uma média de 20 a 25 casos de contágio, mas sem o registro de crianças infectadas”, pontuou Kaneta.

A secretária de Educação, Marli Fernandes, reiterou que toda equipe da educação está preparada nas escolas e CMEIs. “Estamos cumprindo todos os protocolos de bio-segurança recomendados pelo Ministério da Saúde, incluindo o distanciamento dos alunos; uso de máscaras e higienização constante das mãos”, explicou.