Apucarana

Apucarana instala unidade de apoio ao Centro Infantil

Estrutura foi criada para reforçar o atendimento por conta do aumento de casos de síndromes respiratórias em crianças

Da Redação ·
Secretário de Saúde, Emídio Bachiega, ao lado do superintendente da Estratégia Saúde da Família, Odarlone Orente.
fonte: Reprodução/Facebook
Secretário de Saúde, Emídio Bachiega, ao lado do superintendente da Estratégia Saúde da Família, Odarlone Orente.

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana anunciou nesta quarta-feira (4) a instalação de uma unidade de apoio ao Centro de Saúde Infantil para reforçar o acompanhamento de crianças, principalmente por causa do aumento de casos de síndromes respiratórias neste público. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Saúde, Emídio Bachiega, durante uma transmissão ao vivo feita por meio do perfil oficial da prefeitura no Facebook. A nova estrutura já começa a funcionar a partir desta quinta-feira (5), em espaço anexo ao Centro Infantil, ao lado do prédio da AMS, na Rua Miguel Simião.

continua após publicidade

De acordo com Bachiega, a demanda de crianças com síndromes respiratórias teve aumento de 300% no município, entre março e início de maio deste ano, por isso a necessidade de ampliar a estrutura de atendimento com uma equipe médica maior para dar assistência aos pacientes. O secretário informou ainda que a unidade terá um equipamento raio-x disponível para que o exame possa ser realizado na hora com acompanhamento de um técnico em radiologia. 

"Com uma demanda muito alta o Centro Infantil acaba ficando pequeno para absorver toda essa demanda. O centro de apoio estamos montando mais consultórios, com sala de espera maior, com raio-x montado em funcionamento para ser feito exame na hora. Vamos poder dividir essa demanda e trazer mais conforto aos pacientes, aumentando o número de profissionais para o atendimento dessas crianças", reforçou o secretário.

continua após publicidade

O superintendente da Estratégia Saúde da Família, médico Odarlone Orente, que também participou da transmissão e lembrou sobre a importância da vacinação das crianças neste período de maior circulação de vírus. "É um poríodo de sazonalidade dos vírus que circulam mais neste momento. Não só respiratórios mas intestinais também, principalmente em crianças que frequentam a escola", disse o médico. 

Como precaução, o médico orienta a manutenção de medidas preventivas como higienizar as mãos, usar máscara e manter distanciamento.  "É importante que essas crianças completem o quadro vacinal. A administração tem feito cumprido o compromisso de garantir o atendimento. 

O secretário de Saúde lembrou que a vacina contra a influenza está disponível nas Unidades Básicas de Saúde desde a semana passada e que segundo ele a meta é vacinar 7 mil crianças.  "É muito importante levar as crianças para vacinar. Com a queda de temperatura aumenta a possibilidade de pegar uma gripe", alertou. 

continua após publicidade

AUSÊNCIA DO PREFEITO

Segundo Bachiega, o Prefeito, Junior da Femac, está em Curitiba para tentar solucionar o problema da falta de remédios na rede pública e privada da cidade, por meio do programa Paraná Medicamentos, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Conforme o secretário estão em falta remédios como antialérgicos e dipirona. "Prefeito está em Curitiba cobrando para resolver esse problema que não é só Apucarana que está enfrentando", ressaltou.