Apucarana

Apucarana certifica frigorífico de ovinos e caprinos

Empreendimento localizado na região do Distrito de Vila Reis obteve recentemente o Selo de Inspeção Municipal

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Em funcionamento desde o final de novembro em uma propriedade rural localizada na Estrada Biguaçu, região do Distrito de Vila Reis, o Frigorífico Três Corações recebeu nesta sexta-feira (14/01) nova vistoria da equipe de médicos veterinários do Serviço de Inspeção Municipal de Apucarana (SIM Apucarana). O trabalho, de responsabilidade da Secretaria da Agricultura, é realizado constantemente em todos os empreendimentos certificados e garante a procedência de que os alimentos de origem animal produzidos no município estão sendo manipulados, embalados, transportados e comercializados dentro de regras técnicas e sanitárias.

continua após publicidade

Especializado no abate de ovinos e caprinos, o frigorífico com capacidade inicial instalada para abate de 320 animais por mês, foi recentemente certificado com o selo municipal e vem sendo referenciado por ser o único do gênero na região. “Apucarana conta hoje com um abatedouro totalmente regularizado, que é símbolo da vitória do empreendedor de Apucarana, da força e da união entre o empresariado, o setor produtivo e os trabalhadores em prol do desenvolvimento sustentável. Em Apucarana, quem quer empreender, gerar emprego, renda e riqueza tem tapete vermelho estendido sempre”, pontuou o prefeito Júnior da Femac, que aproveitou a vistoria sanitária para conhecer as instalações do empreendimento ao lado do vice-prefeito Paulo Sérgio Vital e dos secretários municipais Gerson Canuto (Agricultura) e Nikolai Cernescu Júnior (Gestão Pública).

Sancionado em novembro de 2016 pelo então prefeito Beto Preto e implantado em maio de 2017, o SIM Apucarana passou por uma atualização em 2019, dentro da gestão do prefeito Júnior da Femac. “Com nova regulamentação, saltamos de uma dezena de produtos certificados para quase uma centena atualmente. Uma ação que desburocratizou etapas, incentivando e valorizando nossos produtos de leite, queijos e derivados, de mel, peixes, linguiça, carne moída, carnes temperadas, embutidos em geral, enfim, ligados ao segmento agro”, assinalou o prefeito.

continua após publicidade

Coordenadora do serviço de inspeção, a médica veterinária Thaísa Soethe frisa que atualização das regras do SIM Apucarana foi fundamental para que mais produtores e empresas que trabalham com produtos de origem animal procurassem a legalização. “O nível de exigência sanitária continuou o mesmo, mas a nova redação deixou a aplicação da lei mais acessível à realidade, sobretudo no que tange as taxas. O custo de todo o processo até a obtenção do selo era um fator de desestímulo ao processo de certificação. A partir de 2019, então, aumentou a procura e, consequentemente, o número de selos concedidos, o que é muito positivo para a economia do município e para a saúde pública”, revelou a coordenadora do SIM Apucarana.

No que tange ao frigorífico inspecionado, Thaísa salienta que todos os abates realizados são acompanhados pela fiscalização municipal. “Apucarana conta hoje com um local adequado para o abate de ovinos e caprinos. A certificação obtida pelo empreendimento também autoriza o local a abater suínos e ser um entreposto de produtos, ou seja, também comercializar os animais de forma fracionada para atender a açougues e mercados”, observou Thaísa Soethe, médica veterinária da prefeitura.

O proprietário do Frigorífico Três Corações, Abílio Gonçalves, conta que a busca pela certificação sanitária surgiu a partir do crescimento do negócio. “Sempre mexi com a criação de ovinos e assim fui ficando conhecido na cidade. Com a expansão da demanda, precisei me adequar, buscando a legalização”, explica Gonçalves. De acordo com ele, a prefeitura forneceu toda assessoria necessária. “O atendimento que é dado pela equipe do SIM Apucarana é ótimo. São exigentes, mas sempre com muito profissionalismo. Chamam a atenção para o que é necessário e dão a orientação na hora certa. No início foi um processo mais difícil, mas hoje, graças a este acompanhamento, a gente já sabe o que precisa ser feito”, conta o empreendedor.

continua após publicidade

Gonçalves relata que a partir da certificação junto ao SIM Apucarana os abates de grande demanda iniciaram em 30 de novembro. “Nosso principal mercado hoje é a venda direta, mas também já estamos atendendo a churrascaria e alguns açougues da cidade”, revela.

Apesar da capacidade inicial de abate esteja na casa dos 320 animais ao mês, ele explica que a pretensão, pelo menos neste início, é manter a produção pela metade, fechando o ano entre 1,2 mil e 1,5 mil abates. “Também estamos autorizados a abater animais de terceiros. Uma pessoa que tenha ou compre um ovino, caprino ou suíno de até 30 quilos, ou açougue ou pequeno mercado, podem nos contatar para agendar o procedimento, que será feito dentro de todas as regras sanitárias exigidas pelo município, com acompanhamento da equipe do SIM”, informa o empresário.

Além de rebanho próprio e aquisição de pequenos criadores locais, para atender a demanda atual o frigorífico precisa recorrer à compra de animais em outros municípios do Paraná. “Neste final de ano, em especial, precisei adquirir de criadores de cidades como Tibagi, Ibaiti, Ventania, Reserva, Cândido de Abreu e Pitanga”, informa Abílio Gonçalves, proprietário do Frigorífico Três Corações. “Espero que, a partir de agora, mais apucaranenses se interessem pela criação para que eu possa andar menos para atender a demanda do frigorífico”, sugeriu o empresário.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News