Apucarana

Apucarana avança para construção de colégio na Vila Reis

O terreno onde será alicerçado o novo prédio mede 6.796 metros quadrados e foi doado pela Prefeitura de Apucarana em 2013.

Da Redação ·

Através do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), o Governo do Paraná planeja licitar a construção da sede própria do Colégio Estadual Professora Godomá Bevilacqua de Oliveira, no Distrito de Vila Reis, no primeiro trimestre de 2022. Desde sua fundação, a instituição funciona de forma compartilhada junto às dependências da Escola Municipal José de Alencar. O terreno onde será alicerçado o novo prédio mede 6.796 metros quadrados e foi doado pela Prefeitura de Apucarana em 2013.

continua após publicidade

A reivindicação de retomada do projeto foi pauta de uma audiência realizada semana passada, em Curitiba, entre o ex-prefeito de Apucarana e atual secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, e o secretário de Estado da Educação, Renato Feder. O avanço das tratativas se confirmou nesta quarta-feira (25/08) durante videoconferência entre o prefeito Júnior da Femac, o chefe do Núcleo Regional de Educação de Apucarana (NRE), professor Vladimir Barbosa da Silva, o diretor de Engenharia, Célio José Gonçalves Watter, e o diretor de Planejamento e Gestão, Valter Claro, ambos do Fundepar, e a secretária de Obras de Apucarana, Ângela Stoian Penharbel.

O prefeito Júnior da Femac enalteceu a interlocução do secretário Beto Preto e destacou a importância da obra educacional. “Ainda em 2013, dentro da gestão Beto Preto, a prefeitura realizou doação de área e, deste então, a comunidade vive a expectativa desta obra, que é de grande importância e que agora está bem próxima de ser iniciada. Hoje, durante reunião com equipe de engenharia do Fundepar, tivemos grandes avanços neste sentido”, comemorou o prefeito Júnior da Femac. Ele ressalta que o Colégio Professora Godomá atende não só a Vila Reis, mas ao Jardim Curitiba, Distrito de Correia de Freitas e a moradores de uma extensa região rural. “Além disto, esta parte de Apucarana, localizada na saída para Curitiba, está em pleno crescimento habitacional e industrial”, pontuou o prefeito.

continua após publicidade

Durante a reunião, ficou estabelecido prazo de 30 dias para que o Núcleo Regional de Educação providencie levantamento e atualização documental do terreno, além de estudo de demanda de estudantes da região. Já a prefeitura deverá realizar trabalhos técnicos de sondagem do solo e levantamento planialtimétrico da área a ser edificada. Em um segundo momento, a administração municipal será responsável ainda pela aprovação dos projetos de implantação da unidade. “O Fundepar, que irá conduzir a licitação da obra, vai encaminhar modelos estruturais (modelagens) para que a Secretaria de Obras defina o que melhor se enquadra no terreno disponível”, informa o prefeito Júnior da Femac.

Atualmente com 275 alunos matriculados, durante a reunião ficou definido que o novo prédio deve ter capacidade para atender a pelo menos 600 estudantes. Com no mínimo 10 salas de aula e laboratórios, será um projeto padrão Fundepar com biblioteca, refeitório, cozinha, banheiros, salas administrativas, ginásio de esporte, pátio, entre outros equipamentos. O orçamento da obra será realizado após definição do projeto final.

“A concorrência será feita no modelo RDC (Regime Diferenciado de Contrato), que é o futuro da licitação no Brasil. Vamos contratar em um mesmo certame os projetos e a construção da obra. A expectativa é de que possamos iniciar este processo dentro do primeiro trimestre do ano que vem. O aluno é do Estado, mas ele mora em um lugar chamado município. O Governo Ratinho Júnior trabalha para fazer o melhor. É isso que nos move sempre”, disse Célio José Gonçalves Watter, diretor de Engenharia do Fundepar.